“A União Europeia precisa de atrair imigrantes legais para fazer face ao inverno demográfico de que padece, para assegurar a ambição da transição energética e digital e enfrentar a falta de recursos humanos qualificados em áreas chave, de que o turismo e a saúde são exemplo”, considerou o deputado Carlos Zorrinho, esta quarta-feira, na sessão plenária do Parlamento Europeu em Estrasburgo, ao intervir no ponto da ordem de trabalhos intitulado “Atrair capacidades e talentos para a UE, em particular a parceria de talento com os países do norte de África”.

De acordo com o Eurodeputado socialista, “a fragilidade das políticas migratórias da UE tem gerado graves problemas humanitários e políticos, atraindo fluxos não regulados e com elevado risco de exploração dos migrantes por redes ilegais e alimentando o discurso populista, xenófobo e radical contra as migrações na União”.

Saudando a iniciativa proposta pela Comissão Europeia, no qual se “inclui um quadro legislativo mais adequado e prevê o estabelecimento de parcerias específicas com países terceiros, promovendo a mobilidade entre eles para efeitos de trabalho ou qualificação”, Carlos Zorrinho referiu, por outro lado, o projeto piloto com a Ucrânia que, na sua opinião, “tem mostrado a oportunidade e exequibilidade da nova plataforma”.

De acordo com o eurodeputado socialista, “uma parceria com África no quadro de uma visão de parceria entre iguais é fundamental para dar consistência prática ao estabelecido na Estratégia UE-África e no acordo de pós-Cotonou”, o qual, recordou, “aguarda a ratificação do Conselho”.

Carlos Zorrinho, que é copresidente da Assembleia Parlamentar Paritária ACP-UE, considerou igualmente que “o estabelecimento de projetos piloto com os países do norte de África, inspirados no projeto piloto com a Ucrânia, é um passo que se impõe com urgência”, tanto mais que por esta via se estará também a dar “resposta a algumas das preocupações debatidas na 41.ª Assembleia Parlamentar Paritária ACP-UE” realizada em Estrasburgo em abril deste ano.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Destaque Principal

Veja também

AHRESP e Deco/Proteste querem adiar taxa das embalagens ‘take-away’

A Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) apela para um adia…