Nos últimos anos, têm aparecido muitas novas tendências e inovações na indústria do desporto. Através do avanço da tecnologia, a indústria começou a surgir com distintas formas de envolver os adeptos com o desporto para melhorar a sua experiência visual.

Uma das tendências mais observadas nos últimos tempos é a introdução e o avanço dos patrocínios das apostas desportivas. Uma aposta que se traduze em visibilidade e entrada em mercados emergentes.

Por consequência, muitas das ligas e equipas pelo mundo fora começaram então a contactar as empresas deste setor como um parceiro fiável, com o objetivo de aumentar, exatamente a sua visibilidade e construir uma relação duradoura. Tudo com o objetivo de dar um salto na sua gestão enquanto marcas desportivas.

Assim, em muitos casos, existe uma sinergia natural entre estas empresas e os desportos que elas apoiam, sendo as receitas do patrocínio um contributo fundamental para o sucesso contínuo de algumas modalidades. Já para não falar que as apostas desportivas trazem um outro lado estatístico de diversas competições, com dados úteis e em tempo real.

Neste sentido, equipas e ligas começaram então a fazer parcerias com várias plataformas de apostas e concederam-lhes os direitos e títulos de parceiros/patrocinadores oficiais.

Uma dessas empresas é a Betano, que se destaca pela sua inovação em um mundo online como especialista em apostas desportivas. Esta operadora tem desenvolvido uma estratégia de crescimento de mercado e expansão assente em vários países, realizando muitas parcerias com clubes de futebol.

Confira abaixo alguns dos países onde a operadora estabeleceu parcerias.

Portugal

A presença desta casa de apostas licenciada em Portugal estende-se a 6 clubes parceiros: SL Benfica, Sporting CP, FC Porto, S.C. Braga, C.S. Marítimo, e C.F. Os Belenenses. Sendo que os 3 primeiros, são os “3 grandes de Portugal”. Seguem-se alguns dados históricos destes clubes.

·O Benfica, o clube que revelou o “pantera negra” Eusébio;

·Sporting, a equipa que encantou as gerações mais velhas com os 5 violinos;

·FC Porto, o último clube português a conquistar troféus europeus para o país;

·SC Braga, o vencedor da taça intertoto de 2008 e um dos principais clubes a norte de Portugal;

·Marítimo, o principal clube da ilha da Madeira e um dos com mais anos de presença na primeira divisão portuguesa.

·Os Belenenses, um dos mais antigos clubes de Lisboa e dos poucos que pode dizer que foi campeão em Portugal

Além destas curiosidades, dizer que a maioria destes clubes selou uma parceria de três anos, com o objetivo de aumentar a visibilidade e rentabilizar a estratégia desportiva da equipa.

Bulgária

O acordo, que marca o primeiro patrocínio da plataforma na Bulgária, tem uma duração prevista de três anos. A escolha recaiu sobre um dos clubes históricos do país, o Lokomotiv Sofia.

Além disso, foi uma clara aposta no desenvolvimento do desporto búlgaro, assim como uma possibilidade de criar condições ou mesmo ganhar visibilidade no panorama do futebol europeu.

Brasil

A escolha no Brasil resumiu-se a uma estratégia posicional da marca. Sendo que, representou a primeira parceria comercial com uma equipa desportiva no Brasil (e fora da Europa).

Os clubes escolhidos foram o Clube Atlético Mineiro e o Fluminense, dois históricos do futebol brasileiro.

Na altura da parceria, no caso do CAM, o seu presidente referiu que este caminho fazia parte da estratégia organizacional do clube, visto que seriam a primeira entidade brasileira a associar-se a este setor. E logo com uma marca com um papel de liderança nos mercados em que opera.

Já o Fluminense, com esta parceria pretendia melhorar a sua gestão com parceiros e potenciar a sua política desportiva.

Chile

Esta parceria teve como objetivo aumentar a estratégia de expansão sul-americana da empresa. Como parceiro principal, a operadora irá trabalhar com o Deportes La Serena e Universidade do Chile, numa série de iniciativas destinadas a aumentar a notoriedade das equipas no país e no continente.

No caso do Deportes La Serena, Cristian Contador, presidente do clube, acrescentou que este era o caminho certo e era a prova que as marcas multinacionais estavam atentas e reconheciam o potencial na estratégia desportiva que o clube tem vindo a desenvolver.

Um pouco como na Bulgária, esta parceria visa a desenvolver o futebol chileno, assim como promover a sua importância no panorama sul americano.

Roménia

A presença da marca no país estabelece-se com os clubes, Universidade de Craiova e FCSB.

Ambas são parcerias com o intuito de cimentar a presença da marca na europa central e desenvolver sinergias com o desporto local.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Ana Maria Santos
Carregar mais artigos em Destaque Principal

Veja também

Wimbledon 2022: o que esperar do campeonato

Com um leque muito satisfatório de atletas o Wimbledon 2022 destaca-se como uma competição…