O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) anunciou hoje que identificou numa exploração agrícola, na zona de Estremoz, 234 cidadãos, na sua maioria estrangeiros, dos quais 10 estavam em situação irregular em território nacional.
Em comunicado, o SEF explica que desenvolveu uma acção de fiscalização na sexta-feira, numa exploração agrícola de mirtilos, em colaboração com a Autoridade para as Condições de Trabalho (ACT).
A operação, segundo o SEF, teve como finalidade a verificação da situação documental dos cidadãos estrangeiros e respectivas relações laborais, bem como as condições da sua estada no país.
“No decorrer dos trabalhos, o SEF apurou a existência de três empresas responsáveis pela exploração agrícola fiscalizada, as quais haviam subcontratado outras 13 empresas, com diversos níveis de contratação e de subcontratação, para garantir as necessidades de mão de obra”, pode ler-se no documento.
Na operação participaram 10 inspectores do SEF e seis da ACT.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Actual

Veja também

Homem detido no Alentejo por permanência ilegal em território nacional

Um homem, de 22 anos, foi detido pela GNR, no concelho de Beja, por permanência ilegal em …