O surto de covid-19 no lar da Santa Casa da Misericórdia de Redondo, no distrito de Évora, com um total de 72 infetados, já provocou a morte de dois utentes, disse hoje o provedor da instituição.
Em declarações à agência Lusa, o provedor da Misericórdia de Redondo, João Azaruja, indicou que o primeiro óbito no lar foi o de uma idosa de 95 anos e registou-se no dia 21 deste mês, tendo o segundo ocorrido hoje com a morte um homem com cerca de 80 anos.
Este segundo óbito foi o de um homem que se encontrava internado no Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE) e que “tinha outras patologias” e um estado de “saúde muito frágil”, referiu.
Segundo o provedor, desde o anterior balanço feito à Lusa do surto, o total de infetados com o SARS-CoV-2 no Lar António Manuel Fernandes Piteira subiu de 66 para 72, com mais três casos entre os utentes e outros três entre os funcionários.
Atualmente, na sequência do surto no lar da instituição, foram infetados 54 utentes, dos quais dois morreram, e 18 funcionários, adiantou.
João Azaruja precisou que um dos utentes infetados está internado no HESE, devido a uma queda.
Os outros 51 idosos foram transferidos esta tarde das instalações do lar para o Pavilhão Multiúsos de Redondo, onde foi criada uma zona de concentração e apoio à população (ZCAP), numa operação coordenada com a Proteção Civil Municipal, disse.
De acordo com o provedor, a transferência dos utentes do lar para a ZCAP foi efetuada para permitir a desinfeção do edifício da instituição, cuja operação ficará a cargo do Exército em data ainda a determinar.
Já cerca de 10 utentes do lar que fizeram teste negativo continuam num dos edifícios das antigas escolas primárias de Redondo, preparado pela Proteção Civil Municipal, para onde foram transferidos na semana passada, assinalou.
O primeiro caso de covid-19 no Lar António Manuel Fernandes Piteira foi o de uma funcionária que apresentou sintomas da doença da covid-19 no dia 17 deste mês, tendo, depois, realizado um teste com resultado positivo para o coronavírus.
A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.140.687 mortos resultantes de mais de 99,6 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.
Em Portugal, morreram 11.012 pessoas dos 653.878 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.
A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Covid-19

Veja também

Avis: Câmara reforça parque de máquinas e viaturas

A Câmara de Avis, no distrito de Portalegre, reforçou o seu parque de máquinas e viaturas …