Publireportagem

Em qualquer ocasião o sericaia é a sobremesa que merece lugar especial na hora de celebrar com a família e amigos.

A mais recente novidade chega da Fábrica De Bolos Canhão, que abriu recentemente em Elvas, dedicando-se única e exclusivamente à comercialização e fabrico próprio de sericaias e doces de ovos com noz.
Do sonho à realidade, Nuno Pasadas Canhão, decidiu entregar a sua vida profissional à confecção deste doce conventual que, na família Canhão, soma décadas de experiência.
O toque de canela e a textura fofa ainda com um rebordo merengado fazem deste doce uma verdadeira delícia. O forno de lenha e a paixão na elaboração desta iguaria são os toques de requinte que tornam o sericaia irresistível na Fábrica de Bolos Canhão.
Existem três medidas disponíveis e três preços igualmente distintos. O sericaia é apresentado em prato de barro, que está incluído no preço, mas se o cliente preferir pode devolver o prato e ser-lhe-á restituído o valor correspondente do mesmo.
O sericaia maior é confeccionado num prato com 36 centímetros de diâmetro e custa 20 euros. O médio tem 30 centímetros e possui um valor de 17 euros, enquanto o pequeno, com 20 centímetros, custa apenas 7 euros. Qualquer um deles se molda ao acompanhamento único da Ameixa Rainha Cláudia, a afamada ameixa d’Elvas que os apreciadores valorizam com este doce típico.

Na Fábrica de Bolos Canhão, como referido anteriormente, foi construído um forno de lenha que possui uma capacidade de confeccionar, numa só fornada, 20 sericaias grandes, 25 de tamanho médio e 30 a 40 sericaias pequenos.
Esta aposta torna único o processo de cozedura do sericaia e contribui para um sabor igualmente memorável. “É preciso controlar a temperatura que ser pretende e saber quanto parar. Se num forno a gás se coloca a temperatura e o aparelho pára quando atinge o calor desejado, num forno a lenha é a sabedoria e experiência que conta. Quando as paredes do forno ficam branquinhas em volta, por exemplo, é sinal de que está pronto para cozer e estes são truques que se aprendem ao longo do tempo”, conta-nos Nuno Canhão.
Aos 23 anos, Nuno Pasadas Canhão quis homenagear o avô, que faleceu há seis meses, dando assim continuidade a esta forma de confeccionar o sericaia. Modernizou-se a imagem, com a criação de uma linha gráfica apelativa e o objectivo passa agora por fazer chegar o sericaia aos quatro cantos de Portugal.
Os produtos destacam-se pela excelente qualidade, sabor único e inconfundível o que tem levado, inclusive os elvenses, a conhecer o renovado Páteo do Rossio, onde se localiza este novo espaço. Localizado na Rua do Rossio do Meio, próximo da zona desportiva e no Bairro da Fonte Nova, esta zona comercial nasce numa área que recria um largo com dezenas de lojas com diferentes ramos de negócio em que o estacionamento é confortável.
Na recente Fábrica de Bolos Canhão, que tem também um espaço de pequena pastelaria aberto ao público, traz consigo um passado histórico ligado à família. Tudo se iniciou com o avô de Nuno e o tio deste. O avô de Nuno fez a proposta ao tio de Nuno para abrirem uma fábrica de bolos em 1986, data em que foi criada a parceria para se confeccionar os sericaias.
A Fábrica de Bolos Canhão está aberta de segunda a sábado no horário das 8 às 13 horas e das 14 às 18 horas. Encerra ao domingo.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Destaque Principal

Veja também

Portalegre: Obras no Hospital mudam acessos à unidade de saúde

A circulação de viaturas e o circuito de acesso ao Hospital Doutor José Maria Grande, em P…