Os agentes da PSP vão ter as férias suspensas entre 24 de Julho e 7 de Agosto devido à Jornada Mundial da Juventude (JMJ), em Lisboa, com a presença do Papa Francisco, segundo uma nota de serviço do director nacional.

Na ordem de serviço, a que a agência Lusa teve acesso, o director nacional, Manuel Magina da Silva, determina “a suspensão do gozo de férias entre os dias 24 de Julho e 7 de Agosto de 2023 para todos os polícias que prestam serviço na PSP, salvo situações excepcionais devidamente fundamentadas a autorizar casuisticamente”.

Determina igualmente “a suspensão do gozo de créditos horários (…), bem como a não autorização, em regra, de faltas por conta do período de férias entre os dias 24 de Julho e 7 de Agosto de 2023”.

Na ordem de serviço que foi enviada aos polícias na passada terça-feira, o director nacional justifica a decisão com a realização dos “Dias das Dioceses” (encontros de jovens de todo o mundo em 17 dioceses do continente e ilhas), entre 26 e 31 de Julho, e com a Jornada Mundial da Juventude, entre 1 e 6 de Agosto, em Lisboa, com a presença do chefe da Igreja Católica, estando prevista a participação de mais de um milhão de jovens de todo o mundo.

“Este evento terá um impacto enorme na missão da nossa instituição e exigirá um esforço securitário sem precedentes no nosso País, decorrentes do aumento do fluxo de pessoas na área de responsabilidade da PSP”, escreve Magina da Silva.

O director nacional acrescenta que, além do Papa, “é expectável a presença de diversas altas entidades de vários países, cuja segurança recairá, em particular, sobre a PSP, atenta a sua área de intervenção e as suas atribuições legais”.

Os “Dias das Dioceses” vão decorrer no Algarve, Angra do Heroísmo, Aveiro, Beja, Braga, Bragança-Miranda, Coimbra, Évora, Funchal, Guarda, Lamego, Leiria-Fátima, Portalegre-Castelo Branco, Vila Real e Viseu, “exigindo igualmente medidas especiais de segurança”.

Em Dezembro passado, o ministro da Administração Interna já tinha afirmado que a Jornada Mundial da Juventude é “mais um desafio” para a PSP, exigindo “um suplemento de serviço”.

A JMJ realiza-se entre 1 e 6 de Agosto, em Lisboa, e contará com a presença do Papa Francisco, o qual também deverá deslocar-se a Fátima.

ARA/CMP // ZO
Lusa

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Actual

Veja também

Movimento Cívico por Elvas responde ao PS

O Movimento Cívico por Elvas (MCPE) respondeu, em comunicado, à recente tomada de posição …