Portugal terminou 2022 com um índice de transmissibilidade (Rt) do vírus SARS-CoV-2 próximo do limiar de 1,00 e com mais de 5,5 milhões de casos de infeção desde o início da pandemia, indicou hoje o Instituto Ricardo Jorge (INSA).
Segundo o relatório sobre a evolução do número de casos de covid-19 em Portugal, a 30 de dezembro o valor do Rt – que estima o número de casos secundários de infeção resultantes de cada pessoa portadora do coronavírus – estava nos 0,98 a nível nacional, depois dos 0,91 registados no dia 23.
Os dados INSA adiantam ainda que este indicador subiu em todas as regiões do país, mas apenas está acima do limiar de 1,00 nas regiões autónomas dos Açores (1,31) e da Madeira (1,43), o mais elevado do país.
No Norte o Rt passou dos 0,96 para 0,97, no Centro de 0,91 para 0,94, em Lisboa e Vale do Tejo de 0,89 para 0,94, no Alentejo de 0,81 para 0,93 e no Algarve dos 0,80 para os 0,99.
O relatório avança também que o número médio a cinco dias de infeções pelo vírus que provoca a covid-19 está nos 403 casos diários a nível nacional.
Desde 02 de março de 2020, quando foram notificados os primeiros casos, até 30 de dezembro, Portugal registou 5.559.112 casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2.
A covid-19 é uma doença respiratória infecciosa causada pelo coronavírus SARS-CoV-2, um tipo de vírus detetado há três anos na China e que se disseminou rapidamente pelo mundo, tendo assumido várias variantes e subvariantes, umas mais contagiosas do que outras.
A doença é uma emergência de saúde pública internacional desde 30 de janeiro de 2020 e uma pandemia desde 11 de março de 2020.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Actual

Veja também

Atletismo: Carolina Pingueiro (Barbaris) foi 7.ª classificada no Campeonato Nacional Sub-18 em Pista Coberta

A atleta Carolina Pingueiro, do Barbaris Team de Barbacena, participou, ontem, no Campeona…