Adivinham-se aumentos nos tarifários da água e dos resíduos sólidos no próximo ano. A Câmara de Elvas retirou dois pontos da ordem de trabalhos na reunião da autarquia realizada esta quinta-feira com o objectivo de analisar e tomar uma posição que evite subidas significativas nas facturas dos consumidores.

Segundo o município, a aquaelvas, baseando-se num parecer da Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (ERSAR), propõe um agravamento de 7,26% no tarifário da água em 2023.

Na factura que os consumidores recebem há ainda a componente dedicada aos resíduos sólidos e, também neste ponto, foi dado um parecer pela ERSAR que sobe a proposta de tarifário de um valor de 52 euros em 2022 para 78,16 euros em 2023.

Face a esta conjuntura, a Câmara Municipal revelou que vai criar “uma comissão” para analisar a proposta do tarifário da água, uma vez que “os eleitos não concordam com o parecer da ERSAR sobre a actualização dos novos preços”. O executivo decidiu ainda tomar uma posição junto do Conselho Consultivo da VALNOR relativamente ao “acréscimo significativo” do tarifário de resíduos sólidos para 2023.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Destaque Principal

Veja também

Igreja do Espírito Santo em Évora reabre após requalificação de 2,5ME

A Igreja do Espírito Santo, em Évora, construída pelos jesuítas no século XVI, reabre ao p…