A GNR registou 545 acidentes rodoviários, dos quais resultaram seis vítimas mortais, 8 feridos graves e 114 feridos leves no período entre 22 de dezembro e as 07:30 deste sábado, no âmbito da Operação “Natal 2022”.

Num comunicado com dados provisórios da operação “Natal 2022”, a GNR precisa que além de três mortes registadas na quinta-feira, morreram duas pessoas na sexta-feira (uma num despiste de um pesado e outra num despiste de um motociclo), e uma este sábado num despiste de motociclo.

Além da sinistralidade rodoviária, a GNR adianta que no referido período foram fiscalizados 15.956 condutores, dos quais 120 conduziam com excesso de álcool, incluindo 60 que foram detidos por conduzirem com uma taxa de álcool no sangue igual ou superior a 1,2 gramas/litro.

A GNR também afirma que foram detidas 42 pessoas por conduzirem sem habilitação legal.

Das 3.635 contra-ordenações rodoviárias detectadas, a GNR destaca que 1.103 foram provocadas por excesso de velocidade, 300 por falta de inspeção periódica obrigatória, 71 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e ou sistema de retenção para crianças, 86 por uso indevido do telemóvel no exercício da condução e 93 por falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório.

A GNR adianta que durante a operação “Natal 2022” vai continuar a priorizar a fiscalização às infrações de condução sob a influência do álcool e de substâncias psicotrópicas, excesso de velocidade, falta de inspeção periódica obrigatória, manobras perigosas, incorreta execução de manobras de ultrapassagem, de mudança de direção e de cedência de passagem, bem como a utilização indevida do telemóvel.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Actual

Veja também

Elvas: Câmara abre concurso para 15 assistentes operacionais

A Câmara Municipal de Elvas deliberou, na reunião do executivo municipal, na passada quart…