Uma mulher de 48 anos, cuja condenação judicial por maus-tratos a idosos e desobediência transitou em julgado, foi detida pela PSP de Évora para cumprir uma pena de prisão de nove anos e meio, foi hoje anunciado.
Em comunicado enviado à agência Lusa, o Comando Distrital de Évora da PSP indicou que a mulher, detida na terça-feira, tinha sido condenada em tribunal pela prática de 12 crimes de maus-tratos a idosos e dois crimes de desobediência.
Esta detenção está relacionada com uma investigação delegada, em 2019, na Esquadra de Investigação Criminal da PSP de Évora, sobre o funcionamento na cidade de dois lares ilegais explorados pela mulher, esclareceu a Polícia.
Segundo a PSP, a investigação apurou a existência de “maus-tratos” infligidos aos utentes, em “consequência da falta de condições” para os acolher naqueles dois espaços, como a “inexistência de electricidade, alimentos estragados ou falta de condições estruturais básicas”.
Contactada pela Lusa, uma fonte do Comando Distrital de Évora da PSP referiu que um dos lares ilegais explorados pela mulher, situado no bairro da Comenda, na periferia da cidade, foi encerrado pelas autoridades em Janeiro de 2019.
O outro funcionou, num período anterior, na avenida Batalha do Salado, perto do centro histórico da cidade, acrescentou.
A Lusa noticiou a operação do Ministério Público (MP), PSP e Segurança Social, realizada no dia 9 de Janeiro de 2019, que culminou com o encerramento do lar no bairro da Comenda e a detenção da mulher.

SM // RRL
Lusa

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Actual

Veja também

Campo Maior: Banda 1.º de Dezembro assinalou aniversário com concerto especial

A Banda 1.º de Dezembro celebrou o seu 86.º aniversário e assinalou a data com um concerto…