A escultura de homenagem a José Régio vandalizada em Portalegre já foi reparada, com o livro em mármore, furtado e depois recuperado pelas autoridades, a ‘voltar às mãos’ do poeta.
“O livro de José Régio voltou às mãos da escultura figurativa do poeta após a reparação levada a cabo pela escultora Maria Leal da Costa”, disse o município, em comunicado.
O Comando Distrital de Portalegre da PSP explicava, no dia 30 de Setembro, em comunicado, que tinha identificado dois homens, de 19 anos, por suspeitas do furto de um livro em mármore, peça que fazia parte desta escultura de homenagem ao escritor.
De acordo com a PSP, o furto da peça e consequente dano na obra de arte, teria ocorrido na madrugada de 25 de Setembro, tendo as autoridades, após várias diligências, recuperado o livro, embora com “danos visíveis”.
Contactada pela agência Lusa, a vereadora da Cultura na Câmara de Portalegre, Laura Galão explicou que, logo após ao actos de vandalismo o município contactou a escultora Maria Leal da Costa, uma das autoras da obra.
“A escultora de imediato se prontificou a apresentar o orçamento para a reparação, nunca nos referiu que fosse uma situação complexa e de imediato começou a trabalhar”, disse.
De acordo com a autarca, esta reparação contou com um investimento “que não chegou a atingir os dois mil euros”.
A peça em homenagem a José Régio encontra-se instalada na Praça da República, entre a sua casa-museu e o liceu onde lecionou, num trajecto que, em tempos, fazia parte do percurso quotidiano do escritor.
A escultura figurativa do poeta José Régio foi colocada pela Câmara de Portalegre na Praça da República em Dezembro de 2020, sendo a obra da autoria da escultora Maria Leal da Costa e de José Luís Hinchado Morales.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Destaque Principal

Veja também

Campo Maior: Banda 1.º de Dezembro assinalou aniversário com concerto especial

A Banda 1.º de Dezembro celebrou o seu 86.º aniversário e assinalou a data com um concerto…