O homem, de 64 anos, suspeito de tentar violar a mãe da ex-companheira, de 75, com a qual coabitava, no concelho de Fronteira, foi hoje libertado, mas proibido de contactar com a vítima.
Fonte policial contactada pela agência Lusa revelou que o homem, que foi hoje presente a primeiro interrogatório judicial no Tribunal de Fronteira, ficou ainda obrigado, além daquela medida de coação, a apresentações semanais no posto policial da área de residência.
A Polícia Judiciária (PJ) anunciou, na segunda-feira, a detenção deste homem, sobre o qual recaem “fortes indícios da prática do crime de violação, na forma tentada” de “uma mulher de 75 anos”, que teve inclusive “necessidade de receber assistência médica”.
“Os atos delituosos ocorreram na residência [em] que ambos coabitavam, aproveitando-se o arguido da situação de debilidade física da vítima, face à respetiva idade”, disse a PJ, tendo também fonte policial indicado à Lusa, na segunda-feira, que o homem tinha sido detido, no domingo, e que a vítima é “mãe da sua ex-companheira”.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Actual

Veja também

Elvas: Imaculada Conceição com missa no Paiol

A celebração da solenidade litúrgica da Imaculada Conceição realiza-se quinta-feira, 8 de …