O futebolista Edinho anunciou que vai agir judicialmente contra Fábio Lopes, presidente e fundador do Villa Athletic, clube fundado este ano que não chegou a disputar competições da Associação de Futebol de Portalegre, onde estava inscrito.
Num vídeo divulgado nas redes sociais, o internacional português revelou que os jogadores do Villa Athletic foram na sexta-feira notificados por ‘email’ pelo advogado de Fábio Lopes, radialista e ‘influencer’, sobre uma dívida que “não está em conformidade” e é reconhecida a apenas “alguns jogadores”.
“Eu sou um dos jogadores a quem ele não reconhece qualquer dívida e, como tal, vou agir de forma legal para ir em busca do que é meu, do que me pertence. Porque ele esquece que me foi buscar com um sonho, um projecto onde eu seria a cara e ajudaria a trazer outros jogadores, como aconteceu”, afirma Edinho na publicação.

Em Outubro, após notícias sobre dificuldades financeiras de alguns jogadores devido ao incumprimento salarial do Villa Athletic, Fábio Lopes admitiu que o recém-criado clube atravessava “dias muito difíceis”, por dificuldades financeiras, e que procurava “soluções de viabilização” do projecto.
Mas em 25 de Outubro, a Associação de Futebol de Portalegre anunciou que o Villa Athletic Club desistiu de participar no campeonato distrital de seniores e de todas as outras competições em que tinha equipas inscritas.
Fundado no dia 14 de Junho de 2022, com sede em Ponte de Sor, o Villa Athletic Club foi inscrito nas competições da Associação de Futebol de Portalegre (AFP), mas faltou ao jogo da primeira jornada da Taça da AFP e, na segunda ronda, em Elvas, apresentou-se com 12 jogadores, sem equipa técnica e com equipamento emprestado pelo Grupo Desportivo Samora Correia.
 
SYL // AJO
Lusa

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Desporto

Veja também

Elvas: Presépios de playmobil para ver na Casa da Cultura

A Casa da Cultura, em Elvas, vai acolher, a partir de 8 de Dezembro, a exposição “Presépio…