Afraca qualidade do ar que se vai registar hoje, quinta-feira, em Portugal continental, levou a Direção-Geral da Saúde (DGS) a recomendar cuidados redobrados à população mais vulnerável, como crianças e idosos.

A DGS aconselha a população mais sensível como os idosos, as crianças, os doentes com os problemas respiratórios crónicos (asma) e pessoas com doenças cardiovasculares a terem cuidados de saúde redobrados como permanecer no interior dos edifícios, de preferência com as janelas fechadas.

A autoridade de saúde também aconselha a população em geral a limitar a atividade física ao ar livre, os esforços prolongados e a exposição ao fumo do tabaco, assim como o contacto com produtos irritantes.

A Direção-Geral da Saúde refere que esta situação da fraca qualidade do ar se deve “à intrusão de uma massa de ar proveniente dos desertos do Norte de África, que transporta poeiras em suspensão e que atravessa Portugal Continental, aumentando as concentrações de partículas inaláveis de origem natural no ar”.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Actual

Veja também

Combate à corrupção em Portugal “deve melhorar” – Ministra da Justiça

A ministra da Justiça, Catarina Sarmento e Castro, alertou hoje que Portugal deve melhorar…