A GNR anunciou hoje que constituiu arguidos quatro homens, entre os 21 e os 57 anos, por furto de cortiça e apreendeu 150 quilos daquele material, na localidade de Silveiras, no concelho de Montemor-o-Novo.
Em comunicado, a Guarda Nacional Republicana (GNR) explicou que as detenções foram efetuadas, na passada quinta-feira, através do Posto Territorial de Montemor-o-Novo, integrado no Comando Territorial de Évora, e que os factos já foram comunicados ao tribuinal.
“Na sequência de uma denúncia por furto de cortiça, no interior de uma herdade, os militares da Guarda deslocaram-se rapidamente para o local, tendo intercetado uma viatura com os quatro suspeitos”, pode ler-se no comunicado.
Os suspeitos foram encontrados na posse dos cerca de 150 quilos de cortiça, que foram restituídos ao seu legítimo proprietário, tendo os militares apreendido ainda dois machados e a viatura automóvel.

Detido em flagrante por furto em estabelecimento comercial

O Comando Territorial de Évora, através do Posto Territorial de Montemor-o-Novo, no dia 23 de outubro, deteve em flagrante um homem de 19 anos por furto em estabelecimento comercial, em Montemor-o-Novo.
Na sequência de uma denúncia de intrusão no interior de um estabelecimento comercial, os militares da Guarda deslocaram-se para o local e constataram que o homem quebrou o vidro de uma montra para conseguir entrar e furtar raspadinhas. Na sequencia da ação o suspeito foi detido em flagrante e foi recuperado um lote raspadinhas.
O detido foi constituído arguido e os factos comunicados ao Tribunal Judicial de Montemor-o-Novo.
Esta ação contou com o reforço do Destacamento de Intervenção (DI) de Évora.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Actual

Veja também

Elvas: Presépios de playmobil para ver na Casa da Cultura

A Casa da Cultura, em Elvas, vai acolher, a partir de 8 de Dezembro, a exposição “Presépio…