A 36ª edição da Baja de Portalegre vai contar com a participação 640 pilotos e 426 veículos, dos quais 100 automóveis, 114 motos, 41 quads e 92 SSV, havendo ainda 55 nas promoções Baja e hobby moto e 24 na Mini Baja.

A grande festa do todo terreno nacional decorre entre os próximos dias 27 e 29 de Outubro e com o interesse suplementar de decidira atribuição dos títulos nacionais do animado campeonato dos SSV.

A prova dos SSV promete ser uma das mais emocionantes dos últimos anos, com Roberto Borrego (101 pontos), Gonçalo Guerreiro (93) e João Monteiro (81) a chegarem ao Alto Alentejo na discussão pelo título absoluto de 2022.

Nas Motos, António Maio já é campeão, mas Martim Ventura e Micael Simão estão separados por apenas cinco pontos, na segunda posição. Fábio Magalhães, António Maio e Micael Simão são os campeões de 2022 nas Classes TT1, TT2 e TT3, respetivamente, enquanto Diogo Pais e Martim Ventura já conquistaram os Troféus Promoção e Júnior. Em aberto está o Troféu Veteranos, onde Paulo Santos tem 110 ponto e Pedro Bianchi Prata 98.

Nos Quad, João Vale já se sagrou campeão e Fernando Cardoso vice-campeão. Em Portalegre, Rafael Carvalho e Luís Fernandes vão disputar a terceira posição final. Por sua vez, Carlos Reguinga já venceu o Troféu Veteranos e Fernando Cardoso o da Promoção.

Nos automóveis, a dupla João Ferreira/David Monteiro (Mini John Cooper Works Rally) chega a Portalegre já com o título de campeã nacional de todo-o-terreno de 2022, assegurado com a vitória, a quinta da época, na Baja TT Norte de Portugal, realizada nos dias 8 e 9 de outubro.

A edição de 2022 da Baja Portalegre, com organização a cargo do ACP, tem início sexta-feira. A prova arranca com uma Especial de Qualificação composta por cerca de 3,5 quilómetros ao cronómetro, disputada na parte da manhã, na Herdade das Coutadas, no concelho de Portalegre, à qual se seguem cerca de 60 quilómetros do segundo Setor Seletivo (SS2), que tem partida em Domingão (concelho de Ponte de Sor) e chegada ao Crato.

No sábado, pilotos e equipas enfrentam o dia mais exigente. As motos, os quads e os SSV vão cumprir um único setor seletivo (SS3), na distância de 350 quilómetros ao cronómetro, que começa em Nisa (Zona Industrial) e termina em Portalegre na Herdade das Coutadas.

Para os automóveis estão reservados dois setores seletivos. O SS3, com cerca de 180 quilómetros, que começa em Ponte de Sor e termina em Alter do Chão e o SS4 que parte de Nisa e acaba na Herdade das Coutadas, na distância de 200 quilómetros.

Guia do Espectador – Faça o download
MAPA (com melhor resolução)Faça o download

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Desporto

Veja também

António Brinquete apresentou livros em Badajoz

O Clube de Leitura de Português da Biblioteca Pública de Badajoz, coordenado por Carlos Be…