A bactéria da ‘legionella’ foi detectada na água de um dos balneários do Pavilhão Gimnodesportivo de Redondo, que estão interditos, não havendo registo de casos da doença, revelou o presidente do município.
Em declarações à agência Lusa, o autarca de Redondo, David Fialho Galego, indicou que a bactéria foi detectada apenas no balneário dos técnicos daquele pavilhão, na sequência das análises regulares feitas nos equipamentos municipais.
Nas análises mais recentes, cujos resultados chegaram à autarquia na terça-feira, “verificou-se que existia ‘legionella’ num espaço, até muito pequeno, que são os balneários dos técnicos no pavilhão gimnodesportivo”, adiantou.
Segundo o autarca, actualmente este pavilhão é usado para “actividades de ginástica” de uma escola e para os “treinos e jogos” do Núcleo de Andebol de Redondo (NAR), mas aqueles balneários “têm uma utilização muito reduzida”.
“A bactéria foi detectada no balneário dos técnicos, que não é utilizado por crianças ou utentes do pavilhão”, mas sim por “alguns técnicos”, que são sobretudo “funcionários do município”, assinalou.
Apesar de todos os balneários estarem interditos, o pavilhão gimnodesportivo está a ser utilizado, mas os utilizadores tomam banho nos balneários do polidesportivo.
“Já fizemos o plano para a desinfecção das condutas e todo o processo que tem de ser feito e, assim que terminarmos, iremos fazer uma primeira análise e, 15 dias depois, uma segunda e, se as duas forem negativas, podemos reabrir o pavilhão”, disse.
Até agora, acrescentou o presidente do município, “não há informação” sobre a existência de casos da doença.
De acordo com a Câmara de Redondo, o tratamento será efectuado através de choque químico, com aplicação de desinfectantes à base de cloro, e térmico, com circulação de água a temperatura superior a 80 graus centígrados, em toda a rede predial do pavilhão.

SM // RRL
Lusa

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Destaque Principal

Veja também

António Brinquete apresentou livros em Badajoz

O Clube de Leitura de Português da Biblioteca Pública de Badajoz, coordenado por Carlos Be…