A Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) vai propor ao Governo a classificação como conjunto de interesse público (CIP) dos Passos Processionais de Borba, no distrito de Évora, e a fixação da respetiva zona especial de proteção (ZEP).
O anúncio da proposta de classificação, com fundamento num parecer da Secção do Património Arquitectónico e Arqueológico do Conselho Nacional de Cultura, foi publicado dia 14 de Outubro em Diário da República (DR).
Os Passos Processionais de Borba incluem os passos processionais do Alto da Praça, da Rua 13 de Janeiro, da Rua de São Bartolomeu e da Rua Marquês de Marialva, situado nesta cidade alentejana.
Segundo o anúncio, os elementos do processo, como a fundamentação, o despacho, a proposta das restrições a fixar e a planta com a delimitação dos imóveis a classificar e da proposta de ZEP, estão disponíveis nas páginas de Internet da DGPC, Direção Regional de Cultura do Alentejo e Câmara de Borba.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Destaque Principal

Veja também

Chuva intensa provocou 65 inundações nos distritos de Évora e Portalegre

A chuva intensa que caiu hoje no Alentejo provocou 65 inundações, até às 20:00, em vias pú…