A edição deste ano do Portugal Air Summit, em Ponte de Sor, contou com um orçamento superior a 900 mil euros, suportados na maioria pelo município, cabendo cerca de 35% a outras entidades públicas e privadas.
Em declarações à agência Lusa, o presidente da Câmara de Ponte de Sor, Hugo Hilário (PS), indicou que a 6.ª edição do Portugal Air Summit, que termina no sábado no aeródromo municipal daquela cidade, conta com a presença de “cerca de 230 expositores”.
De acordo com o autarca, a edição deste ano “superou todas as expectativas”, sendo este um projeto que “cresceu”, que é reconhecido como “sendo do país” e denominado por muitos agentes do setor como a “maior cimeira” aeronáutica da Península Ibérica.
Apesar disso, Hugo Hilário defendeu que, no futuro, há que “agilizar instrumentos, redefinir estratégias” no que diz respeito à “sustentabilidade” do próprio evento.
“Ou seja, se é um evento do país, nós também temos de partilhar responsabilidades do ponto de vista da sustentabilidade”, disse.
“Um evento desta dimensão é pesado para aquele que é a dimensão do município, temos tido vários parceiros quer do ponto de vista público quer do ponto de vista privado que nos têm garantido o aumento de sustentabilidade permanente no que diz respeito ao orçamento deste evento, onde temos garantidos perto de 35%”, acrescentou.
O autarca quer, no futuro, “aumentar” a participação de terceiros e “arranjar um instrumento” para que, quando pensarem nas próximas edições, estejam “completamente seguros” de que vai haver um suporte financeiro para a sua realização.
“Só tem acontecido [o evento] desta forma porque a capacidade financeira do município o permite fazer”, alertou.
O Portugal Air Summit termina no sábado no Aeródromo Municipal de Ponte de Sor, com um programa lúdico, gratuito e aberto ao público.
Os visitantes vão poder “ver de perto” aviões e os pilotos, com especial destaque para o avião de combate da II Guerra Mundial, “Spitfire”, presente em Portugal pela segunda vez em 50 anos, ou o avião civil de passageiros o A321neo da TAP, conhecido pela sua “pintura especial RETRO (CS-TJR)”.
Os aviões do Air Race Championship, que irão correr “em chicane” para alcançar os melhores tempos possíveis, são outros dos “atrativos” que a organização tem para oferecer.
No período da noite, vai decorrer um espetáculo de velocidade e luz, cor, música e pirotecnia, denominado por “Aerosparx”, onde dois aviões, equipados com leds na fuselagem e pirotecnia nas asas, vão fazer uma coreografia.
Em seguida, a arte e a tecnologia vai também marcar presença, com 100 drones autónomos a “pintar os céus” com formações, que contam histórias “apaixonantes”, segundo a organização.
A fechar, está anunciado um desfile de moda, com 10 companhias aéreas a desfilarem as suas fardas.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Destaque Principal

Veja também

Elvas: Imaculada Conceição com missa no Paiol

A celebração da solenidade litúrgica da Imaculada Conceição realiza-se quinta-feira, 8 de …