A Câmara de Nisa decidiu não instalar este ano a tradicional iluminação de Natal na via pública, sendo esta uma das 10 medidas que está a implementar para combater a crise energética.
A autarquia prevê ainda, a partir desta altura e ao longo do próximo ano, implementar outras medidas, tais como a instalação de painéis fotovoltaicos em vários espaços públicos e a adoção de regras internas de contenção de consumo de energia durante o horário de trabalho e nas interrupções laborais.
De acordo com a Câmara de Nisa, o uso frequente de viatura elétrica pelo serviço de fiscalização municipal é outras das medidas a adotar.
O município espera ainda continuar a instalar iluminação pública ‘LED’ no concelho e, em particular, “em todos” os equipamentos polidesportivos.
Na área da poupança da água, vai ser lançado um concurso para aproveitamento da água da “Galeana”, para rega de espaços verdes e abastecimento da piscina municipal através do projeto “é-Galeana é-Vida”.
O lançamento de uma campanha para promoção da redução dos consumos energéticos, poupança de água e preservação ambiental é outra das medidas que o município vai apresentar.
Para as instituições particulares de solidariedade social do concelho, a autarquia tem também uma estratégia desenhada, podendo as instituições usufruir, cada uma delas, de um financiamento de 10 mil euros para a conversão de aquecimento a gás em energia renovável.
Promover o uso da bicicleta em curtas distâncias, particularmente através do programa “é-Nisa é-Bike”, é outra das medidas que o município de Nisa pretende desenvolver.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Destaque Principal

Veja também

António Brinquete apresentou livros em Badajoz

O Clube de Leitura de Português da Biblioteca Pública de Badajoz, coordenado por Carlos Be…