A fiscalização do uso do telemóvel durante a condução vai intensificar-se durante a próxima semana com uma campanha promovida pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), pela Guarda Nacional Republicana (GNR) e pela Polícia de Segurança Pública (PSP).
Denominada “Ao volante, o telemóvel pode esperar”, a iniciativa arranca na segunda-feira e prolonga-se até dia 10, inserindo-se no Plano Nacional de Fiscalização de 2022, segundo comunicado conjunto das três entidades. Além da fiscalização, a campanha visa também a sensibilização dos condutores para os riscos potencialmente fatais da utilização indevida do telemóvel enquanto se conduz.
Assinalando que a probabilidade de sofrer um acidente enquanto se usa o telemóvel é quatro vezes maior, devido ao aumento do tempo de reação dos condutores, as autoridades deixam ainda um alerta com os números de 2021: “Em 2021 foram detetadas 24.306 infrações relativas ao manuseamento do telemóvel durante a condução, o que representa um aumento de 5,5% relativamente ao ano anterior. É urgente travar este comportamento”.
As autoridades frisam também que “o uso de aparelhos eletrónicos durante a condução causa dificuldade na interpretação da sinalização e desrespeito das regras de cedência de passagem”, colocando especialmente em risco os peões.
A ANSR vai efetuar ações de sensibilização dos condutores em todo o território nacional, enquanto PSP e GNR estarão presentes com operações de fiscalização em vias e acessos com grande fluxo rodoviário.
Estão previstas ações em Lisboa (segunda-feira, às 14:30, na Rotunda da República da Colômbia, no Parque das Nações), Évora (terça-feira, às 09:00, na EN114), Faro (quinta-feira, às 16:00, na Rotunda do Teatro Municipal), Setúbal (sexta-feira, às 15:00, na Rotunda das Oliveiras, Quinta do Anjo) e Coimbra (dia 10, pelas 14:00, na Rotunda da Estação Velha).

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Actual

Veja também

Elvas: Autocarro ‘preso’ junto à Capela de Nossa Senhora da Nazaré

Um pesado de passageiros ficou hoje preso na entrada do estacionamento junto à Capela de N…