O PSD questionou hoje se o Governo pode garantir que a construção do Hospital Central do Alentejo, em Évora, está concluída no próximo ano e por que razão diminuiu o investimento nesta obra.
Numa pergunta endereçada ao ministro da Saúde, os sociais-democratas questionam se Manuel Pizarro consegue “garantir que a obra do novo Hospital Central do Alentejo” vai estar concluída “no final de 2023”, de modo a “não se perder o financiamento” do programa operacional regional do Alentejo.
A bancada do PSD sustenta que dos 183 milhões de euros em investimento previsto, 40 milhões são cofinanciados pelo programa operacional regional. A obra arrancou em agosto de 2021.
Há pouco mais de uma semana, o ministro da Saúde disse que “os trabalhos estão em pleno desenvolvimento”, prosseguiu o partido, e que a calendarização para conclusão da obra continua a mesma.
“O Orçamento do Estado para 2022 previa investir 54 milhões de euros no Hospital Central do Alentejo no corrente ano, mas surgem apenas dois milhões para esta obra na atualização do quadro de investimentos plurianuais estruturantes que o Ministério das Finanças submeteu ao parlamento, a 31 de agosto”, adverte o PSD.
Os sociais-democratas questionam “por que razão o investimento nesta obra” diminuiu substancialmente quando o Orçamento do Estado previa 54 milhões de euros.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Destaque Principal

Veja também

Elvas: Autocarro ‘preso’ junto à Capela de Nossa Senhora da Nazaré

Um pesado de passageiros ficou hoje preso na entrada do estacionamento junto à Capela de N…