O Movimento Cívico por Elvas (MCPE) assinalou segunda-feira, dia 26 de Setembro, o primeiro ano da vitória eleitoral alcançada nas autárquicas de 2021.

Em conferência de imprensa, o MCPE começou por referir que, “perante a gestão ruinosa que estava a ser levada a cabo pela maioria do Partido Socialista, os elvenses souberam escolher a verdadeira alternativa política para pôr fim ao delapidar do nosso património e ao desequilíbrio financeiro da Câmara de Elvas”.

Ainda segundo o movimento, neste primeiro ano de mandato “a gestão do Município sofreu as correcções necessárias de modo a encararmos o futuro com as justas expectativas do desenvolvimento do nosso concelho”.

“Ao herdarmos uma situação no nosso concelho verdadeiramente preocupante, impunha-se que fossem realizados todos os esforços no sentido de que os nossos conterrâneos, nomeadamente os pequenos comerciantes das várias áreas de negócio, do artesanato à restauração, pudessem vislumbrar uma pequena luz ao fundo do túnel na recuperação da sua confiança no futuro”, acrescentou.

De acordo com MCPE, “o actual elenco camarário, liderado pelo presidente Rondão Almeida, soube encontrar o caminho que se traduziu na realização, dinamização e promoção de vários eventos, que constituíram uma alavanca muito importante para o desenvolvimento económico do concelho”.

Para os três anos que faltam de mandato, o movimento não tem dúvidas que o executivo camarário continuará atento “à situação financeira do Município, não descurando dar resposta às necessidades dos elvenses”.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Nuno Barraco
Carregar mais artigos em Destaque Principal

Veja também

Ligação entre Santo Onofre e Estrada de Santa Rita não vai, para já, avançar

Um ano e quatro meses depois de ter sido analisada em reunião de Câmara a possível aquisiç…