A apresentação oficial do 34º APLEC Internacional Elvas teve lugar na manhã desta quinta-feira, dia 25, no Museu de Arqueologia e Etnografia de Elvas António Tomás Pires.

A sessão, aberta à comunicação social, contou com a presença da vereadora Paula Calado, do presidente da Adifolk, Ivan Besora, e do vice-presidente Oriol Rámirez.

Paula Calado mostrou-se muito satisfeita por uma “cidade do interior do País” receber este evento “tão importante de promoção da cultura catalã”, que traz a Elvas centenas de participantes, assim como as suas famílias.

O presidente da Adifolk, Ivan Besora, entidade que promove a cultura catalã, salientou que este é um evento que tem percorrido “toda a Europa e esteve nos Estados Unidos” e que a cidade foi escolhida depois de contactos em 2021, com a Direcção Regional de Cultura do Alentejo, e Elvas, “desde a primeira hora, mostrou-se disponível para avançar”.

Oriol Ramirez explicou que os grupos participantes foram escolhidos pela qualidade e território, estando representada a Catalunha de Norte a Sul, mediante inscrição.

O 34º APLEC Internacional Elvas tem início esta sexta-feira, dia 26, a partir das 18 horas, na Praça da República.

Este é um evento único, que em Portugal só se realizou em Lisboa, há 20 anos, e que vai encher o Centro Histórico de Elvas de folclore, da região da Catalunha, num encontro que une as suas diversas expressões e que junta na cidade mais de 600 participantes, dos 34 grupos integrantes, para dar a conhecer a sua cultura.

Ao longo de três dias, residentes e visitantes vão poder assistir a espectáculos de dança, como a tradicional sardana, gigantes, diabos, habaneras, jogos tradicionais e também exposições e palestras.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Nuno Barraco
Carregar mais artigos em Destaque Principal

Veja também

Da loucura da loiça aos comes e bebes, passando pelos espectáculos e divertimentos. Assim foi o São Mateus 2022

Entre aspectos positivos e outros menos bons, chegou ao fim mais uma edição das Festas em …