Os vinhos Quinta dos Abibes Sublime Brut Nature DOC Bairrada 2011 e Torre de Palma Alicante Bouschet & Tinta Miúda 2019 foram considerados “Melhor Espumante” e de “Melhor Vinho Tinto”, respetivamente.
A Quinta dos Abibes, produtor de vinhos da Bairrada, e a adega Torre de Palma, localizada em Monforte, conquistaram dois dos seis prémios mais elevados da competição – as Grandes Tambuladeiras de Ouro – na edição deste ano do Concurso de Vinhos Escanções de Portugal. O vinho espumante Quinta dos Abibes Sublime Brut Nature DOC Bairrada 2011, referência de que honra o terroir bairradino produzido pelo vitivinicultor Francisco Batel Marques, em Anadia, foi distinguido como “Melhor Espumante”. O vinho Torre de Palma Alicante Bouschet & Tinta Miúda 2019, a cargo do enólogo Duarte de Deus e um dos vinhos mais especiais deste produtor, foi nomeado “Melhor Vinho Tinto”.
As referências produzidas pela Quinta dos Abibes e Torre de Palma são feitas de forma a homenagear, respetivamente, o terroir bairradino e a região do Alto Alentejo, enquanto produtores com especial apreço e cuidado com as características próprias destas regiões vinícolas.
“Estamos muitos felizes de ver uma das nossas referências especiais ser reconhecida, precisamente com o prémio mais elevado na sua categoria, os vinhos tintos. Estas distinções consolidam a presença da nossa marca enquanto produtor de referência nesta região, e reforçam a estratégia da nossa equipa desde o início do projeto, que passa por apresentar vinhos que acompanhem a qualidade de todo o projeto que é desenvolvido em Torre de Palma. É, sem dúvida, um orgulho ver reconhecido o resultado do nosso trabalho e paixão pelo nosso projeto.”, refere Luísa Rebelo, proprietária de Torre de Palma.


O Concurso de Vinhos Escanções de Portugal 2022, iniciativa reconhecida pelo Instituto da Vinha e do Vinho (IVV), realizou-se nos passados dias 15 e 16 de julho, na sede da Associação dos Escanções de Portugal, cujo objetivo passa pelo estreitamento das relações entre os escanções, com os amigos do vinho e com organizações e empresas ligadas à produção e comercialização de bebidas.
A 3ª edição deste concurso, que é considerado uma das grandes referências entre as competições nacionais do setor, contou com a inscrição de mais de trezentos vinhos, estando aberto a vinhos portugueses, biológicos, brancos, tintos, rosés, espumantes, aguardentes, generosos e licorosos. Com Tambuladeira de Ouro e Tambuladeira de Prata, entre vinhos atlânticos, de montanha e de planície, foram medalhados 71 vinhos e nas Grandes Tambuladeiras de Ouro para Melhor Vinho Tinto, Branco, Rosé, Espumante, Generosos e Aguardentes foram distinguidos 6 vinhos. Sendo este um concurso reconhecido pelo IVV o número de medalhas esteve limitado a 30% dos vinhos a concurso, envolvendo um painel de 33 jurados constituído na íntegra pelos colaboradores e profissionais da área.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por João Alves e Almeida
Carregar mais artigos em Destaque Principal

Veja também

Romeiros: A tradição ainda é o que era

Romeiros: A tradição ainda é o que era …