Covid-19: 19.643 infeções e 62 mortes entre 02 e 08 de agosto

Portugal registou entre 02 e 08 de agosto 19.643 infeções pelo coronavírus SARS-CoV-2, 62 mortes associadas à covid-19, e manteve a diminuição dos internamentos, indicou hoje a Direção-Geral da Saúde (DGS).
Segundo o relatório epidemiológico semanal da DGS, publicado todas as sextas-feiras, houve no período em análise menos 1.615 infeções e menos seis mortes face à semana precedente.
O boletim indica também que, na última segunda-feira, estavam internadas 568 pessoas, menos 111 do que no mesmo dia da semana anterior, com 43 doentes em unidades de cuidados intensivos, menos cinco. Estes dados apenas se reportam a Portugal continental.
A DGS passou a divulgar às sextas-feiras os dados dos internamentos referentes à segunda-feira anterior à publicação do relatório, circunscrevendo-os ao território continental.
De acordo com o boletim da DGS, a incidência a sete dias estava, na segunda-feira, nos 191 casos por 100 mil habitantes, tendo registado uma diminuição de 7% em relação à semana anterior, com o índice de transmissibilidade (Rt) do coronavírus a subir para 0,89 (antes era 0,83).
Por regiões, Lisboa e Vale do Tejo registou 7.126 casos entre 02 e 08 de agosto, menos 840 do que no período anterior, e 18 óbitos, menos três.


A região Norte contabilizou 4.696 casos (menos 282) e 12 mortes (menos três) e o Centro totalizou 3.403 infeções (menos 201) e 16 mortes, mais cinco do que no período anterior.
No Algarve foram registados 1.440 casos positivos (mais 74) e cinco óbitos (menos cinco do que na semana anterior) e no Alentejo verificaram-se 1.056 infeções pelo SARS-CoV-2 (menos 212) e seis mortes (igual número em relação ao balanço anterior).
Quanto às regiões autónomas, os Açores tiveram 1.114 novas infeções entre 02 e 08 de agosto, (menos 92) e uma morte (mesmo número da semana precedente), enquanto a Madeira registou 808 casos (menos 62) e quatro óbitos (o mesmo valor em relação à semana passada), de acordo com os dados da DGS.
Segundo o relatório, a faixa etária entre os 40 e os 49 anos foi a que apresentou maior número de casos a sete dias (3.111), seguindo-se a das pessoas entre os 50 e os 59 anos (3.018), enquanto as crianças até aos 9 anos foram o grupo com menos infeções (795) na semana em análise.
Dos internamentos totais, 214 foram de idosos com mais de 80 anos, seguindo-se a faixa etária dos 70 aos 79 anos (148) e a dos 60 aos 69 anos (75).
A DGS contabilizou ainda nove internamentos no grupo etário das crianças até aos 9 anos, seis nos 10 aos 19 anos, sete nos 20 aos 29 anos, 14 nos 30 aos 39 anos, 25 nos 40 aos 49 anos e 42 nos 50 aos 59 anos.
O boletim refere também que, nestes sete dias, morreram 43 idosos com mais de 80 anos, 11 pessoas entre os 70 e os 79 anos, cinco entre os 60 e 69 anos, duas entre os 50 e os 59 anos, e uma entre os 20 e os 29 anos.
Relativamente à vacinação contra a covid-19, o relatório contabiliza 93% da população com a vacinação completa, 66% dos elegíveis com a primeira dose de reforço e 62% dos idosos com 80 ou mais anos com a segunda dose para reforçar a imunização contra o SARS-CoV-2.
A covid-19 é uma doença respiratória pandémica causada pelo coronavírus SARS-CoV-2.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Covid-19

Veja também

Évora: Tenente-coronel Paulo Poiares comanda Comando Territorial da GNR

O tenente-coronel Paulo Poiares tomou posse dia 30 de Setembro como comandante do Comando …