O Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE) registou um aumento da atividade assistencial no primeiro semestre deste ano, com destaque para a subida de 42% no serviço de urgência, foi hoje divulgado.
Em comunicado, o HESE indicou que o crescimento da assistência hospitalar no primeiro semestre deste ano, face ao período homólogo de 2021, verificou-se “em todas as linhas de atividade clínica, com particular destaque na área de urgência”.
“Registaram-se 36.961 atendimentos no serviço de urgência, nos primeiros seis meses do ano de 2022”, face aos 26.102 feitos no mesmo período de 2021, o que corresponde a um aumento de cerca de 42%, adiantou a unidade hospitalar.
Segundo o HESE, a urgência é a área do hospital “onde se verifica um aumento maior” da atividade assistencial de um ano para o outro e os números do primeiro semestre de 2022 já estão “em linha com a realidade” antes da pandemia de covid-19.
Também aumentou o número de doentes intervencionados no hospital de Évora, que passaram de 5.518, nos primeiros seis meses de 2021, para 6.440, no mesmo período deste ano, traduzindo-se num crescimento de cerca de 17%, realçou.
Quanto aos doentes internados na unidade hospitalar alentejana, salientou o HESE, no primeiro semestre de 2021 totalizaram-se 5.377, enquanto no mesmo período deste ano foram 6.152.
Já o número de consultas externas realizadas teve um aumento de cerca de 6%, tendo em conta que foram feitas, nos primeiros seis meses deste ano, 89.778 consultas, face às 84.876 realizadas no mesmo período do ano passado.
Citada no comunicado, a diretora clínica do HESE, Isabel Pita, sublinhou que o hospital está “gradualmente” a conseguir “retomar a capacidade de resposta existente antes da pandemia”, apesar de continuar também “a dar resposta a todos os desafios” da covid-19.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Destaque Principal

Veja também

ENSE encontrou “elevado incumprimento” nos preços do gás em diversos distritos, Portalegre inclusivé

ENSE encontrou “elevado incumprimento” nos preços do gás em diversos distritos, Portalegre…