Após o sucesso da primeira quinta urbana em Lisboa, o projecto de economia circular da Delta Cafés e startup Nãm chega agora a Cascais, dando o primeiro passo na expansão geográfica do negócio.  

Tendo como premissa a recolha controlada e certificada da borra de café Delta e na sua posterior utilização para a produção sustentável e consciente de cogumelos, este projecto de economia circular completa o seu ciclo com a venda dos referidos cogumelos e ainda com a utilização do composto residual enquanto fertilizante biológico para utilização nas hortas comunitárias de Cascais.

A Nãm Urban Farm em Lisboa, Marvila, e a unidade de produção de Famões, em Odivelas, registam actualmente uma capacidade de produção de 30 toneladas de cogumelos anuais, o que equivale a 100 toneladas de borra de café reutilizada. Em termos de impacto ecológico, estes números traduzem-se ao equivalente a 480 árvores plantadas e menos 1200 carros em circulação, que permite uma redução anual de consumo de 48 toneladas de CO2.

A Nãm Urban Farm pretende com a abertura da nova quinta urbana em Cascais chegar a uma nova localidade, dar resposta à crescente procura de cogumelos Nãm, criar uma ligação com a comunidade de agricultores urbanos de economia circular desta autarquia e, simultaneamente, ser um espaço de aprendizagens educativas, fomentando a visita de escolas,  partilhando a paixão pela sustentabilidade, pela agricultura urbana, e inspirando jovens empreendedores para criar novas ideias em prol de um mundo melhor.

Sítuado no Mercado da Vila de Cascais, o novo pólo Nãm Urban Farm foi hoje oficialmente inaugurado, contando com a presença de jovens alunos,  agricultores das quintas urbanas de Cascais e ainda com a presença do Ministro do Ambiente e da Ação Climática, Duarte Cordeiro, e do Presidente da Câmara Municipal de Cascais, Carlos Carreiras, entre muitos outros convidados.

Para Rui Miguel Nabeiro, CEO do Grupo Nabeiro – Delta Cafés, “A sustentabilidade está no nosso ADN e a expansão da Nãm Urban Farm é resultado da conciliação da sustentabilidade com a rentabilidade, demonstrando que é possível aportar sempre valor ao mercado, através de um projecto de economia circular,que consiste na redução da pegada ecológica e na maximização do impacto positivo na sociedade. A abertura de mais uma Nãm Urban Farm é motivo de orgulho e demonstra que todos estamos comprometidos para uma mudança ecológica gradual em prol de um futuro melhor”.

A missão da NÃM é de mostrar que podemos reconciliar economia e ecologia. Acreditamos que isso é o maior desafio deste seculo. Hoje em dia, quando se pensa em economia, pensa-se na destruição da Natureza e quando se pensa em ecologia, pensa-se na destruição económica. A economia circular permite transformar um problema em oportunidade criando crescimento sustentável”, sublinha Natan Jacquemin, fundador da Nãm.

“Gerar valor económico e, em simultâneo, também ambiental e social é fundamental para a transição verde e justa e a Câmara Municipal de Cascais congratula-se pela vinda da Nãm Urban Farm para o concelho e espera que este exemplo ajude a inspirar mais empreendedores para o negócio de impacto ambiental e para o emprego verde no concelho.

Modelos de produção e consumo mais sustentáveis são uma emergência face às Alterações Climáticas e, por isso, procuramos, e facilitaremos, que a comunidade de Cascais (consumidores e negócios) disponha, cada vez mais, de ofertas locais ambientalmente mais responsáveis”, refere Carlos Carreiras, Presidente da Câmara Municipal de Cascais.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Destaque Principal

Veja também

Borba: Área de Serviço para Autocaravanas em construção junto ao parque desportivo

BORBA: Área de Serviço para Autocaravanas em construção junto ao parque desportivo …