A Direção Regional de Cultura do Alentejo (DRCAlentejo) foi distinguida por Prémios APOM 2022, na categoria Incorporação, com o conjunto de esculturas “Flores – Homenagem a Mapplethorpe”, de João Cutileiro, patente no Mosteiro de São Bento de Cástris, em Évora. Esta categoria refere-se à incorporação de bens culturais que enriqueçam o acervo da instituição museológica e o património local, regional ou nacional e pode integrar doacção, depósito e aquisição.

O conjunto de esculturas “Flores – Homenagem a Mapplethorpe” foi um projeto concebido por João Cutileiro, apresentado pela primeira vez no Museu de Évora em 1999. Desde então a série manteve-se intacta por decisão do escultor, que entendia este conjunto como um objeto uno, sem estar sujeito a fragmentação ou apresentação de peças isoladamente.

A incorporação deste conjunto no Mosteiro de São Bento de Cástris, faz parte do projeto cultural da Direção Regional de Cultura do Alentejo de recuperação deste conjunto monástico monumental como centro do projeto SPHERA Cástris para o Novo Bahuaus Europeu, ligando-se a um outro processo, igualmente ambicioso e generoso, que envolveu a doação da casa de Évora e de uma parte importante da obra e da coleção de João Cutileiro ao Estado português.

Composto por 41 peças, o conjunto Flores – Homenagem a Mapplethorpe faz parte desta doação e compreende flores, em pedra e bronze, frágeis, elegantes, discretas, ostentando o gosto e o gesto do artista-artífice João Cutileiro.
As candidaturas aos Prémios APOM, iniciativa promovida pela Associação Portuguesa de Museologia, dirigem-se a todos os profissionais e instituições que trabalhem na área da Museologia e Património Portugueses nomeadamente museus, autarquias, instituições do ensino superior, centros de investigação, fundações e associações afins, entre outros.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Pedro Trindade Sena
Carregar mais artigos em Destaque Principal

Veja também

Vila Boim: Isabel Figueira apresentou livro que junta poesia, doces e licores

A poesia e a doçaria são duas paixões de Maria Isabel Figueira. Natural de São Romão e a r…