A Câmara de Castelo de Vide foi eleita para presidir à Rede de Judiarias de Portugal, depois daquela entidade ter sido presidida nos últimos anos pelo Município de Belmonte, foi hoje divulgado.
Em comunicado enviado à agência Lusa, o Município de Castelo de Vide explicou que as eleições para os novos órgãos sociais, respeitante ao período 2022-2024, decorreram na terça-feira, no Museu Judaico de Belmonte, durante uma assembleia geral.
Citado no comunicado, o presidente do município alentejano, António Pita, disse que espera trabalhar “em rede” com todos os associados, “reforçando as relações” com outras instituições e empresas direta ou indiretamente ligadas à cultura sefardita e ao turismo religioso judaico.
“Além do trabalho de valorização, defesa, salvaguarda, promoção e difusão da herança judaica nacional que a rede está obrigada a desenvolver, juntamente com os municípios, eleva-se igualmente o desafio de congregar interesses comuns e relações de cooperação à escala de toda a rede, isto é, em todo o território nacional”, defendeu o autarca.
Para António Pita, o turismo religioso judaico “impõe a adoção de estratégias e práticas” compatíveis com as exigências da procura, pelo que a rede “procurará ajustar-se à competitividade e exigências” que o setor determina.
Segundo o comunicado, os municípios que integram os novos órgãos sociais são representativos de diferentes regiões do país, no sentido de “proporcionar um equilíbrio geográfico” na composição dos mesmos.
O novo presidente da Rede de Judiarias de Portugal indicou ainda que, a marcar o início deste novo ciclo, “está previsto para muito breve” um encontro de cumprimentos institucionais da rede ao embaixador de Israel em Portugal, Dor Shapira.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Destaque Principal

Veja também

Combate à corrupção em Portugal “deve melhorar” – Ministra da Justiça

A ministra da Justiça, Catarina Sarmento e Castro, alertou hoje que Portugal deve melhorar…