Paula Remédios, bombeira da corporação elvense, necessita de um transplante de medula óssea.

Há cerca de um ano e quatro meses, a Paula Remédios foi-lhe diagnosticado um Linfoma do tipo Grey Zone estádio IV. Desde então tem feito vários tipos de quimioterapia e algumas intervenções cirúrgicas por complicações do próprio Linfoma, mas agora chegou a uma fase da evolução do cancro em que a última esperança para ficar curada é um transplante de medula óssea.

Para tentar encontrar um dador que seja compatível consigo, a própria Paula Remédios está a sensibilizar todas as pessoas para serem dadores de medula óssea.

“Posso até não encontrar nenhum dador compatível comigo, mas quem sabe se com esta sensibilização consigo ajudar outra pessoa que igualmente necessite”, refere.

Para serem dadores de medula óssea, as pessoas apenas têm de se deslocar ao serviço de dadores de sangue do seu hospital de residência e manifestarem essa intenção.

Nesta corrida contra o tempo, no próximo sábado, dia 30 de Abril, entre as 9,30h e as 13 horas, decorrerá, no serviço de sangue do Hospital de Elvas, na rua do Património, um rastreio para potenciais dadores de medula óssea, acção que conta com o apoio dos próprios Bombeiros Voluntários da cidade.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Nuno Barraco
Carregar mais artigos em Destaque Principal

Veja também

Elvas: Falhas de energia originadas por trabalhos de melhoria na rede e ligação de um Parque Solar Fotovoltaico

A E-REDES justificou as falhas de energia verificadas em Elvas com a realização de “trabal…