O município de Avis, a Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano (ULSNA) e União de Freguesias de Benavila e Valongo assinam, terça-feira, o protocolo para a construção de uma nova extensão de saúde de Benavila.

A obra, financiada a 100% pelo Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) tem um custo de 400 mil euros, será concretizada num terreno cedido pela União de Freguesias, estando já o projecto elaborado e tendo sido submetido para aprovação, prevendo-se o início da obra ainda durante o presente ano e a conclusão da mesma em 2023.

De acordo com Nuno Silva, presidente da Câmara Municipal de Avis, “esta obra é um objectivo traçado há bastante tempo, concretizando-se agora, fruto do empenho e da colaboração entre as três entidades”.

Joaquim Araújo, presidente do Conselho de Administração da ULSNA, destacou o facto de “esta obra pretender assegurar melhores condições para a prestação de serviços de saúde à população local, contribuindo, simultaneamente, para criar maiores condições de atractividade para os profissionais de saúde”.

Recorde-se que o reforço do quadro médico do concelho de Avis é uma preocupação há muito manifestada pela população e pelos eleitos locais a que a ULSNA diz estar empenhada em dar resposta. O presidente do Conselho de Administração da ULSNA referiu ainda que a pandemia veio reforçar a importância de criar cuidados de saúde de proximidade.

Por seu lado, João Miguel Martins, presidente da União de Freguesias de Benavila e Valongo, manifestou o seu agrado pelo passo que está a ser dado no sentido de proporcionar melhores cuidados de saúde à população, empenho já demonstrado pela reabertura da extensão de saúde de Valongo, em Abril de 2021.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Pedro Trindade Sena
Carregar mais artigos em Destaque Principal

Veja também

Ponte de Sor considerado “melhor destino para visitar” do Alto Alentejo

Ponte de Sor é o melhor destino para visitar no Alto Alentejo. Esta é a conclusão da Bloom…