A professora Hermínia Vilar, do Departamento de História da Universidade de Évora (UÉ), foi hoje eleita reitora da academia alentejana para um mandato de quatro anos, anunciou a instituição.
Em comunicado, a UÉ indicou que Hermínia Vilar foi eleita como nova reitora da academia na reunião deliberativa do conselho geral, realizada hoje no Colégio do Espírito Santo, o principal edifício da Universidade de Évora.

Hermínia Vasconcelos Vilar, de 59 anos, é professora associada com agregação do Departamento de História da UÉ e diretora e investigadora no Centro Interdisciplinar de História, Culturas e Sociedades (CIDHEUS).
Contactada pela agência Lusa, a futura reitora da academia alentejana mostrou-se “emocionada” com a sua eleição e assinalou o “enorme sentido de responsabilidade pelo voto de confiança” que lhe foi dado pelo conselho geral.
Questionada sobre as prioridades para o seu mandato, Hermínia Vilar destacou a definição de “um plano de rejuvenescimento do corpo docente e não docente” e a “consolidação de áreas como a saúde e a agroalimentar”.
“Temos também que pensar no problema do alojamento universitário que afeta os estudantes da UÉ e preparar candidaturas a vários programas”, pois, “é importante que a universidade concorra e tenha êxito”, acrescentou.
O ato eleitoral foi ainda disputado por outros três candidatos: António Candeias, do Departamento de Química e Bioquímica, José Bravo Nico, do Departamento de Pedagogia e Educação, e Paulo Quaresma, de Informática.
Doutorada em História Medieval na UÉ, Hermínia Vilar exerce funções de docente há 32 anos na academia alentejana e é membro do conselho geral, desde 2016, tendo sido o representante docente mais votado.
Autora de livros e obras científicas, a futura líder da academia alentejana foi vice-reitora para o Ensino e Formação, entre 2010 e 2014, integrou vários conselhos científicos da academia e presidiu ao Conselho do Departamento de História.
Hermínia Vilar já integrou júris de provas académicas e de prémios, painéis de avaliação e conselhos editoriais, foi vice-presidente da Sociedade Portuguesa de Estudos Medievais e é membro de outras associações científicas nacionais.
O conselho geral da UÉ, que elege o reitor, é constituído por 25 membros, nomeadamente 13 representantes de professores e investigadores, três dos estudantes, dois do pessoal não docente e não investigador e sete personalidades externas.
A cerimónia de tomada de posse do novo reitor da Universidade de Évora está prevista para 09 de maio.
A atual reitora da UÉ, Ana Costa Freitas, que cumpre o seu segundo mandato, estava impedida de se recandidatar ao cargo, devido à limitação de mandatos.

SM // RRL
Lusa

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Destaque Principal

Veja também

Elvas: Duas mil crianças do concelho recebem prendas da Câmara Municipal

A Câmara Municipal de Elvas e as sete Juntas de Freguesia do Concelho comemoram o Natal co…