Uma mulher sofreu ferimentos considerados ligeiros na sequência de um acidente com a aeronave que pilotava, cujo trem de aterragem se partiu, no Aeródromo Municipal de Évora, revelaram a Protecção Civil e a PSP.

O Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Évora disse à agência Lusa que o acidente aéreo, cujo alerta foi dado aos bombeiros às 12,21h de domingo, dia 27 de Março, aconteceu quando a aeronave se “estava a fazer à pista”.

“Quando a aeronave se fez à pista o trem de aterragem partiu-se e a aeronave capotou, provocando um ferido ligeiro”, disse o CDOS, explicando que a piloto, a única ocupante, foi transportada para o Hospital do Espírito Santo de Évora.

Também contactada pela Lusa, fonte da PSP reiterou que o acidente se deu devido “ao trem de aterragem se ter partido” e acrescentou que a piloto “foi transportada para o hospital apenas por precaução”, porque “não apresentava ferimentos visíveis”.

O sinistro no Aeródromo Municipal de Évora implicou a mobilização de 12 operacionais, apoiados por seis viaturas, incluindo os bombeiros, a PSP e o Serviço Municipal de Protecção Civil.

RRL //CFF
Lusa

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Actual

Veja também

Praia da Zambujeira do Mar em Odemira foi interditada a banhos

Praia da Zambujeira do Mar em Odemira foi interditada a banhos …