A Polícia Judiciária (PJ) anunciou hoje que deteve dois homens, de 24 e 20 anos, residentes no concelho de Montemor-o-Novo, por suspeitas de rapto e violação de uma menor de 15 anos.
Em comunicado, a PJ indicou que os suspeitos foram detidos, por elementos da Unidade Local de Investigação Criminal (ULIC) de Évora, na sequência de mandados de busca domiciliária e de detenção emitidos pela autoridade judiciária.
Os dois homens “terão, conjuntamente, subjugado a vítima, uma menor de 15 anos, a actos de violência sexual, depois de a terem transportado para lugar ermo” contra a sua vontade, adiantou.
Segundo a PJ, o caso aconteceu “em data não concretamente apurada, mas que se situa na última semana do mês de Janeiro de 2022”.
Contactadas pela Lusa, fontes policiais e judiciais referiram que o alegado rapto e violação da menor terá ocorrido como “acto de vingança” por parte dos dois detidos, após um eventual “negócio de compra de droga” mal sucedido.
As mesmas fontes realçaram que o suposto caso de rapto e violação ocorreu no concelho de Montemor-o-Novo.
Os detidos, que são suspeitos da autoria de dois crimes de violação agravada, um crime de rapto e um crime de ameaça, vão ser presentes a primeiro interrogatório judicial para aplicação de eventuais medidas de coacção.

SM // VAM
Lusa

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Actual

Veja também

Festival do Crato regressa de 23 a 27 de Agosto

Os artistas Matias Damásio e Chico da Tina foram os últimos nomes confirmados para o Festi…