O alcaide de Badajoz, Ignacio Gragera, considerou como “absolutamente fundamental” que a localidade espanhola crie sinergias com outros territórios a nível institucional com autarquias portuguesas, tais como a de Sines, para o desenvolvimento do Corredor do Sudoeste Ibérico.

O autarca visitou quinta-feira, 3 de Março, a Administração dos Portos de Sines e do Algarve (APS), onde falou no futuro logístico da cidade de Badajoz conjuntamente com o presidente da APS, José Luís Cacho, e com o presidente do município de Sines, Nuno Mascarenhas.

“Como podemos contribuir a partir da cidade de Badajoz, também para a criação e desenvolvimento deste Corredor Sudoeste Ibérico, com o qual estamos comprometidos para gerar, não só fluxos de comunicação, mas também conhecimento e ajuda mútua”, salientou, a par do facto de que esta visita constituiu uma “oportunidade” para poder partilhar projectos, “oportunidades e, sobretudo, visões” que se enquadram no que referiu de “estratégia de geração de alianças com os diferentes actores do território”, vincou o presidente do município espanhol.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Pedro Trindade Sena
Carregar mais artigos em Destaque Principal

Veja também

António Cachola em entrevista: “O que mais admiro no trabalho dos artistas é a capacidade de nos anteciparem o futuro nas suas obras”

O mês de Julho é especial para o coleccionador António Cachola, para o Museu de Arte Conte…