“Seja qual for a forma como a situação mundial evolua, as vantagens de uma economia resistente e dinâmica da Ásia-Pacífico não mudarão” – afirmou o presidente da China, Xi Jinping, no discurso proferido na cimeira da APEC (Cooperação Económica Ásia-Pacífico) para líderes empresariais, realizada no passado mês de Novembro.

A China aderiu à APEC há 30 anos e tornou-se uma força dirigente do bloco.

Graças aos esforços conjuntos da China e de outros membros da APEC, o volume do comércio e o PIB da região da Ásia-Pacífico representam 47% do comércio mundial e 60% do PIB mundial. Tanto a luta contra a pandemia de Covid-19 quanto a recuperação económica estável requerem um ambiente aberto e a cooperação regional, áreas em que a China tem vindo a esforçar-se com acções concretas.

O discurso deste ano do Presidente chinês acontece numa altura em que a região da Ásia-Pacífico enfrenta novas oportunidades e desafios. As economias da Ásia-Pacífico mostram uma dinâmica de recuperação no meio do impacto da pandemia, com mecanismos multilaterais (como o Acordo de Parceria Económica Global Regional – RCEP e o Acordo de Parceria Trans-Pacífico Global e Progressivo – CPTPA) a injectaram uma nova dinâmica na recuperação das economias.

“A região da Ásia-Pacífico não pode e não deve voltar ao antagonismo e à fragmentação da era da Guerra Fria”, sublinhou Xi Jinping, defendendo uma cooperação aberta e avanços na transformação verde. A cooperação dos países da região Ásia-Pacífico não é um jogo político no qual um ganha e outro perde, mas uma plataforma aberta para o sucesso mútuo. O presidente Xi Jinping sublinhou que a Ásia-Pacífico é uma comunidade de futuro compartilhado, sendo necessário aproveitar a abertura contra o isolamento e a cooperação contra a exclusividade, a fim de empurrar o grande “navio” da Ásia-Pacífico rumo a um futuro de prosperidade comum.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Actual

Veja também

Elvas: Sete anos depois, reabre praça de touros de Santa Eulália

A praça de touros de Santa Eulália reabriu hoje, depois de sete anos encerrada e após obra…