O último avanço nas investigações está na análise das câmaras de videovigilância de Badajoz, cidade espanhola onde desapareceu há seis dias o jovem estudante Pablo Sierra.

As buscas em diferentes pontos da localidade foram, entretanto, suspensas com a Policía Nacional, que comanda a operação, a reconstruir os últimos passos do jovem de 21 anos.

A família do estudante descarta a possibilidade de um desaparecimento voluntário, sublinhando que Pablo “nunca deu problemas e nunca teve qualquer conflito”. Além disso, por ser uma semana de ‘pontes’, com vários feriados, a família tinha planos de se encontrar nestes dias.

Certo é que Pablo Sierra continua por localizar depois de desaparecer quinta-feira, dia 2 de Dezembro, sem deixar rasto numa saída à noite com amigos. Foi visto pela última vez na rua Zurbarán, uma localização a cerca de 50 minutos a pé até à residência de estudantes, onde residia.

Até ao momento a única pista foi a descoberta do telemóvel a sete quilómetros da residência de estudantes. Foram efectuadas várias batidas em vários pontos da cidade, incluindo nas imediações do rio Guadiana, com recurso a dezenas de operacionais, um helicóptero e drones. Também a habitação onde vivia foi investigada pelas autoridades espanholas.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Pedro Trindade Sena
Carregar mais artigos em Destaque Principal

Veja também

Associação instala novas estações meteorológicas, incluindo em Alandroal

A Associação MeteoAlentejo instalou, nos últimos dias, mais três novas estações meteorológ…