Dois homens, de 17 e 20 anos, foram detidos pela Polícia Judiciária (PJ) pelo presumível crime de violação agravada de uma rapariga, de 16 anos, em Reguengos de Monsaraz, foi hoje anunciado.
Em comunicado enviado hoje à agência Lusa, a PJ revelou que os dois alegados violadores foram detidos por elementos da Unidade Local de Investigação Criminal de Évora na segunda-feira, fora de flagrante delito.
A violação da jovem de 16 anos terá acontecido no domingo.
Nesse dia, “entre as 21:00 e as 22:00, no interior de uma habitação devoluta, os arguidos constrangeram a vítima a suportar práticas sexuais de relevo com um deles, enquanto o outro assistia e filmava por telemóvel”, pode ler-se no comunicado.
Contactada pela Lusa, fonte da PJ explicou que na segunda-feira a vítima “verbalizou a um professor da escola que tinha sido violada”, na noite do dia anterior.
“A GNR foi avisada e comunicou-nos, [tendo a PJ] feito as diligências necessárias e detido os presumíveis autores”, limitou-se a acrescentar.
Os detidos, desempregados, residentes no concelho de Reguengos de Monsaraz e sem antecedentes criminais, vão ser hoje presentes a primeiro interrogatório judicial, no Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Évora, para aplicação de medidas de coação.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Actual

Veja também

Universidade de Évora vai ‘ganhar’ mais 105 camas com apoio do PRR

Mais 105 camas de alojamento estudantil vão ‘nascer’ na Universidade de Évora (UÉ), para u…