Dois homens, de 17 e 20 anos, foram detidos pela Polícia Judiciária (PJ) pelo presumível crime de violação agravada de uma rapariga, de 16 anos, em Reguengos de Monsaraz, foi hoje anunciado.
Em comunicado enviado hoje à agência Lusa, a PJ revelou que os dois alegados violadores foram detidos por elementos da Unidade Local de Investigação Criminal de Évora na segunda-feira, fora de flagrante delito.
A violação da jovem de 16 anos terá acontecido no domingo.
Nesse dia, “entre as 21:00 e as 22:00, no interior de uma habitação devoluta, os arguidos constrangeram a vítima a suportar práticas sexuais de relevo com um deles, enquanto o outro assistia e filmava por telemóvel”, pode ler-se no comunicado.
Contactada pela Lusa, fonte da PJ explicou que na segunda-feira a vítima “verbalizou a um professor da escola que tinha sido violada”, na noite do dia anterior.
“A GNR foi avisada e comunicou-nos, [tendo a PJ] feito as diligências necessárias e detido os presumíveis autores”, limitou-se a acrescentar.
Os detidos, desempregados, residentes no concelho de Reguengos de Monsaraz e sem antecedentes criminais, vão ser hoje presentes a primeiro interrogatório judicial, no Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Évora, para aplicação de medidas de coação.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Actual

Veja também

Dois mortos e quatro feridos em colisão no concelho de Montemor-o-Novo

Duas pessoas morreram e outras quatro sofreram ferimentos graves numa colisão entre dois a…