O presidente da Câmara de Elvas, José Rondão Almeida, anunciou, esta segunda-feira, que o executivo que lidera decidiu suspender várias obras no concelho para reduzir despesa e alocar verbas estritamente para aquilo que considera essencial.
“A Câmara precisa de reduzir as suas despesas de uma forma muito grande para, em primeiro lugar, conseguir responder aos encargos que se assumiram e se têm de pagar”, disse o autarca, acrescentando, porém, que “o município não está endividado”.
A suspensão de obras permite, no imediato, uma redução de 3 milhões de euros na gestão municipal.
Rondão Almeida sublinhou ainda que, por outro lado, esta decisão faz jus ao compromisso vincado durante a campanha eleitoral em que “dissemos ao público que iríamos governar um concelho independentemente de podermos ser agradáveis para ‘a’ ou para ‘b’, mas todos com o intuito de levar Elvas para a frente”, concluiu.

Mais desenvolvimentos na edição impressa

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Pedro Trindade Sena
Carregar mais artigos em Destaque Principal

Veja também

Legislativas: Helena Neves encabeça lista da CDU no distrito de Portalegre

A Coligação Democrática Unitária (CDU) escolheu a bióloga Helena Neves para ser a cabeça d…