O Hino da Restauração está de volta, após um ano de interregno devido à pandemia, ao Largo Doutor Aires Varela. A Sociedade Recreativa 1.º de Dezembro, a popular Azevia, vai assinalar a passagem do 111.º aniversário com a cerimónia que, habitualmente, atrai dezenas de pessoas àquela artéria do centro histórico.
Está prevista uma arruada pelos Bomb’alen a iniciar na Praça da República, pelas 23:30h, até à sede da colectividade. Aí segue-se a interpretação do Hino da Sociedade e da Restauração pela Banda 14 de Janeiro, que se concentra no pátio do edifício que alberga a colectividade. A população acompanha do lado exterior do prédio o hastear da bandeira.
Se em anos anteriores a festa continuava após o içar da bandeira e da interpretação dos hinos, este ano não haverá bar e música no interior da sede. O acautelar da saúde pública, com a pandemia ainda a existir, a somar à insegurança do edifício, leva a organização a não assumir o risco inerente à permanência de grandes aglomerados no interior do imóvel.
A Azevia acolhe há quase duas décadas os ensaios da Brigada 14 de Janeiro, assim como outros grupos formados nos últimos anos como é o caso dos Bomb’alen, Grupo de Balho ou a Bandalheira Street Band, além do grupo de Carnaval desta colectividade.

Texto originalmente publicado na edição impressa no dia 11 de Novembro

Foto de Arquivo
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Pedro Trindade Sena
Carregar mais artigos em Destaque Principal

Veja também

Legislativas: Helena Neves encabeça lista da CDU no distrito de Portalegre

A Coligação Democrática Unitária (CDU) escolheu a bióloga Helena Neves para ser a cabeça d…