Um homem, de 50 anos, foi detido pela GNR por suspeitas de violência doméstica sobre a sua companheira, envolvendo agressões físicas, psicológicas e sexuais, em Montemor-o-Novo, revelou a força de segurança.
Em comunicado, o Comando Territorial de Évora da GNR explicou que o suspeito foi detido na terça-feira e presente ao Tribunal de Évora, no dia seguinte, tendo saído em liberdade com pulseira electrónica.
A detenção foi efectuada pelo Núcleo de Investigação e de Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE) da GNR, que apurou, durante a investigação, que o suspeito agredia a vítima “física, psicológica e sexualmente”.
O homem chegou mesmo “a utilizar uma faca de cozinha para ameaçar” a companheira, “com a intenção de a aterrorizar e de lhe exigir obediência”, pode ler-se no comunicado.
O Tribunal de Évora determinou como medidas de coacção a proibição de contactos com a vítima, por qualquer forma ou meio, controlado por pulseira electrónica, num raio de 500 metros.
O homem está também obrigado a apresentações periódicas no posto policial da sua área de residência e proibido de adquirir e usar armas de fogo, devendo entregar as que eventualmente tenha na sua posse.

RRL // ROC
Lusa

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Actual

Veja também

Covid-19: Mais 22 mortos e 5.649 infectados, maior número de casos desde Fevereiro

Portugal regista hoje mais 22 mortos por Covid-19 e mais 5.649 infecções com o vírus da do…