A Mitsubishi Fuso Truck Europe anunciou uma paragem de produção a partir de quinta-feira, na fábrica do Tramagal, por tempo indeterminado, devido ao atraso na entrega de componentes e à escassez no abastecimento de semicondutores.
Em declarações à agência Lusa, fonte oficial da empresa confirmou a paragem forçada “a partir de amanhã”, dia 15 de outubro, tendo atribuído a mesma a uma “disrupção da cadeia de abastecimento de componentes”, e afirmado que a “paragem da produção é consequência de problemas no Terminal de Contentores de Sines e atraso de navios”.
Segundo a mesma fonte, “este problema junta-se à escassez no abastecimento de semicondutores”, estando a retoma da atividade “dependente da resolução dos problemas”.
A fábrica da Mitsubishi Fuso Truck Europe (MFTE) em Tramagal é o centro de produção da FUSO na Europa e emprega 450 trabalhadores, integrando a Daimler Truck, a maior construtora mundial de veículos pesados.
A empresa deu ainda conta que a atividade na fábrica da MFTE em Tramagal, no concelho de Abrantes, “tem sido afetada nos últimos meses por questões globais de falta de contentores e atraso de navios vindos do Japão na rota marítima Ásia – Europa”, e que “levaram já a paragens esporádicas” da produção.
“Esta semana”, acrescentou a mesma fonte, “a situação agravou-se com novas interrupções na cadeia de abastecimento devido a atrasos relacionados com grandes congestionamentos nas operações no porto de Sines e nos transportes ferroviários”.
Face ao atual cenário, “a fábrica no Tramagal vai parar a partir de amanhã [quinta-feira], dia 15, estando-se a avaliar a evolução da situação e a aguardar que o restabelecimento da cadeia de abastecimento permita retomar a produção na próxima semana”, concluiu.
A produção anual de 2020 da fábrica do Tramagal cifrou-se nas 6.328 unidades, com um volume de faturação de 151 milhões de euros. Com um total de 450 colaboradores, a MFTE teve na União Europeia, Reino Unido e Suíça os seus principais mercados.
A MFTE já produziu na fábrica do Tramagal mais de 200.000 veículos, dos quais 95% para exportação.
Em 2019, fabricou 11.036 veículos Canter, sendo mais de 90% para exportação para o mercado europeu e também para os Estados Unidos, Israel, Turquia e Marrocos.
A empresa instalada no concelho de Abrantes, maior exportadora do distrito do Santarém, faturou cerca de 222 milhões de euros em 2019.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Destaque Principal

Veja também

Elvas: Câmara abre concurso para 15 assistentes operacionais

A Câmara Municipal de Elvas deliberou, na reunião do executivo municipal, na passada quart…