As cerimónias de instalação dos órgãos autárquicos das localidades de Alandroal e Fronteira decorreram quinta-feira, 14 de Outubro, dando assim o pontapé de início de mais um ciclo autárquico.
O presidente da Câmara de Alandroal, João Maria Grilo, sublinhou no uso da palavra quais os pilares de actuação a desenvolver nos próximos quatro anos. “A atração de investimento privado e a criação de emprego, a distribuição do investimento público por todo o concelho, a promoção do concelho como destino único e de qualidade, o ambiente e as respostas à crise climática, a reabilitação do património e a regeneração urbana e o reforço das políticas de juventude, de educação, de coesão e de justiça social continuarão a ser os pilares da nossa atuação”, explicou o autarca socialista.
Acrescentou ainda que este será um mandato de “profunda revisão dos instrumentos que regulam e balizam esta nossa atuação e que, tal como estão, também a limitam e condicionam, tornando-os mais ágeis e mais adaptados às exigências dos dias de hoje”.
No município de Fronteira, Rogério Silva, manteve-se ao leme na presidência. O autarca social-democrata prometeu apostar, no mandato que se inicia, na reabilitação urbana dos centros históricos de Fronteira e da freguesia rural de Cabeço de Vide. Além disso, Rogério Silva frisou que pretende aproveitar os fundos disponíveis do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) para investir em equipamentos vocacionados para a área da saúde.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Pedro Trindade Sena
Carregar mais artigos em Destaque Principal

Veja também

Associação instala novas estações meteorológicas, incluindo em Alandroal

A Associação MeteoAlentejo instalou, nos últimos dias, mais três novas estações meteorológ…