As cerimónias de instalação dos órgãos autárquicos das localidades de Alandroal e Fronteira decorreram quinta-feira, 14 de Outubro, dando assim o pontapé de início de mais um ciclo autárquico.
O presidente da Câmara de Alandroal, João Maria Grilo, sublinhou no uso da palavra quais os pilares de actuação a desenvolver nos próximos quatro anos. “A atração de investimento privado e a criação de emprego, a distribuição do investimento público por todo o concelho, a promoção do concelho como destino único e de qualidade, o ambiente e as respostas à crise climática, a reabilitação do património e a regeneração urbana e o reforço das políticas de juventude, de educação, de coesão e de justiça social continuarão a ser os pilares da nossa atuação”, explicou o autarca socialista.
Acrescentou ainda que este será um mandato de “profunda revisão dos instrumentos que regulam e balizam esta nossa atuação e que, tal como estão, também a limitam e condicionam, tornando-os mais ágeis e mais adaptados às exigências dos dias de hoje”.
No município de Fronteira, Rogério Silva, manteve-se ao leme na presidência. O autarca social-democrata prometeu apostar, no mandato que se inicia, na reabilitação urbana dos centros históricos de Fronteira e da freguesia rural de Cabeço de Vide. Além disso, Rogério Silva frisou que pretende aproveitar os fundos disponíveis do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) para investir em equipamentos vocacionados para a área da saúde.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Pedro Trindade Sena
Carregar mais artigos em Destaque Principal

Veja também

Vila Boim em peso na rua para celebrar Festas de Verão

As ruas de Vila Boim encheram-se de vida durante os quatro dias das Festas de Verão em Hon…