Três vinhos a concurso, três medalhas conquistadas. Foi este o resultado obtido pela Adega Mayor naquele que é considerado um dos concursos de vinho de maior prestígio a nível internacional, o Mundus Vini – Summer Tasting 2021.
Reconhecido com a mais alta distinção do concurso, apenas concedida a vinhos de “qualidade superior absoluta”, o AM Reserva do Comendador Tinto 2016 foi o único vinho nacional não licoroso reconhecido com a rara medalha Grande Ouro, sendo ainda distinguido com o “Best of Show”, indicando que foi o melhor de todos os vinhos a concurso da respectiva região, o Alentejo.

Foram ainda atribuídas as medalhas de Ouro ao AM Touriga Nacional 2017 e de Prata ao AM Reserva do Comendador Branco 2018, reforçando assim o reconhecimento da qualidade da Adega Mayor na produção de vinhos marcantes, aos quais a proximidade à serra de São Mamede, os solos franco-argilosos de origem granítica e o clima temperado conferem um carácter diferenciador.
Mais de 4500 vinhos de 35 países vitivinícolas de todo o mundo foram provados e avaliados na 29ª edição do Mundus Vini Grand International Wine Award, um evento realizado em Neustadt, na Alemanha, onde cerca de 120 peritos especialistas e enólogos internacionais provaram e avaliaram, de forma exigente e rigorosa, a qualidade dos vinhos a concurso.
“É uma grande honra receber esta distinção internacional. Além do que diz do trabalho que temos vindo a desenvolver, não escondemos o orgulho que sentimos por termos conseguido colocar um vinho português, em particular alentejano, entre os raros distinguidos com este galardão”, refere Rita Nabeiro, CEO da Adega Mayor.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Destaque Principal

Veja também

Évora: Investigador universitário distinguido em prémio internacional

Um investigador da Universidade de Évora (UÉ), Germilly Barreto, foi um dos vencedores da …