A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) alertou hoje para o risco de cheias e inundações na Grande Lisboa e Setúbal, assim como no Algarve, face às previsões de chuva forte e persistente a partir de segunda-feira.
“Poderão ocorrer cheias e inundações nas áreas urbanas, com destaque para a Área Metropolitana de Lisboa e para a cidade de Setúbal”, afirma a ANEPC.
Em comunicado, acrescenta que há também o risco da subida do nível das águas dos rios e ribeiras do Algarve, “que poderão causar inundações nas zonas urbanas e mais impermeabilizadas”, pelo que recomenda “especial atenção à eventual conjugação dos picos de precipitação com as horas previstas para a preia-mar”.
De acordo com uma informação disponibilizada hoje pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), prevê-se para os próximos dias precipitação, por vezes forte, sobretudo no litoral centro e sul, estendendo-se para a totalidade do território.
Para segunda-feira, em concreto, prevê-se, aguaceiros, por vezes fortes, acompanhados de trovoada, em especial no litoral oeste e Algarve, estendendo-se gradualmente às restantes regiões a partir da tarde.
Perspetiva-se vento por vezes forte, em especial nas terras altas do centro e sul, por vezes com rajadas até 80 quilómetros horários.
Já para terça-feira, a previsão da Meteorologia aponta para aguaceiros, por vezes fortes, acompanhados de trovoada, granizo e rajadas de vento forte.
Face à situação meteorológica esperada, a ANEPC pede cuidados acrescidos na condução, tendo em conta eventual formação de lençóis de água, bem como a possível queda de árvores.
A outro nível, pede o afastamento da linha de costa e cuidados com eventuais danos em estruturas montadas ou suspensas e atenção aos sistemas de drenagem de esgotos e águas pluviais.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Pedro Trindade Sena
Carregar mais artigos em Actual

Veja também

Portalegre: Novos órgãos sociais da Misericórdia tomam posse

Os novos órgãos sociais da Santa Casa da Misericórdia de Portalegre, eleitos no dia 6 de S…