A Câmara de Campo Maior, no distrito de Portalegre apresentou, esta quarta-feira, a versão preliminar de um estudo para o desenvolvimento de um sistema de recolha selectiva de bioresíduos neste concelho alentejano, divulgou hoje o município.

O documento, cujo objectivo visa identificar as melhores soluções, “com a máxima eficiência”, para implementar a directiva europeia em Campo Maior, foi apresentado numa sessão que decorreu online e presencial a partir do Centro Cultural.

Segundo a autarquia, o sistema de recolha terá em conta “os benefícios económicos globais da valorização deste tipo de resíduos, evitando também em paralelo os custos e impactos ambientais decorrentes da necessidade de eliminação dos bioresíduos”.

Recorde-se que o Parlamento Europeu veio estabelecer a obrigatoriedade dos estados membros assegurarem, até 31 de Dezembro de 2023, que os biorresíduos sejam separados e reciclados na origem ou recolhidos selectivamente.

O executivo municipal acompanhou a sessão, nomeadamente o presidente do município, João Muacho, assim como vereadores, técnicos do município e autarcas de juntas de freguesia.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Pedro Trindade Sena
Carregar mais artigos em Destaque Principal

Veja também

Elvas: Banda 14 de Janeiro interpreta Hino do Senhor Jesus da Piedade em arruada pelo centro histórico

A Banda 14 de Janeiro, de Elvas, percorre hoje várias artérias do centro histórico com um …