A Polícia Judiciária deteve hoje 17 pessoas por suspeitas de terem cometido centenas de burlas informáticas agravadas, falsidade informática e acesso ilegítimo, numa operação de combate ao cibercrime realizada na zona de Estremoz.
Em comunicado a PJ adianta que a investigação “MBWay” se iniciou há alguns meses e tem por base vários casos de fraude cometidos de forma organizada, com recurso à aplicação bancária.
A estratégia investigatória, revela a PJ, visou a localização e agrupamento das várias participações que se encontravam dispersas por várias comarcas do país, que demonstrassem “a atividade delituosa reiterada e organizada” de forma a identificar/localizar os detidos.
Os detidos, 11 homens e seis mulheres, vão ser agora presentes a primeiro interrogatório judicial, para a aplicação das medidas de coação.
O inquérito deste processo é tutelado pelo Ministério Público de Estremoz e a operação contou com o apoio da GNR e da PSP.

CC // SB
Lusa

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Actual

Veja também

Avis: Cerca de 400 nadadores no Open de Portugal

Cerca de 400 atletas participam, no próximo fim de semana, na albufeira do Maranhão, em Av…