Os sectores da aeronáutica, portos e logística, turismo e agroindústria são os quatro eixos que a região Alentejo vai promover internacionalmente, através de um programa que conta com um investimento de 900 mil euros.
Promovido pela Agência de Desenvolvimento Regional do Alentejo (ADRAL), o programa “Invest in Alentejo”, que envolve ainda vários parceiros, conta com uma duração de 24 meses.
A ADRAL explica, em comunicado, que este programa cofinanciado por fundos comunitários visa aumentar o reconhecimento internacional dos sectores estratégicos do Alentejo, promover internacionalmente o potencial regional através das suas infraestruturas e fortalecer no estrangeiro os sectores económicos existentes.
Esta acção, que visa ainda promover o Alentejo, nomeadamente os “sectores chave” associados aos domínios da Estratégia Regional de Especialização Inteligente (EREI), espera incrementar processos de internacionalização das empresas e aumentar o reconhecimento internacional dos produtos e serviços, entre outras áreas.
Nesse sentido, o projecto tem como principal objectivo promover os principais equipamentos e recursos associados à região, tais como o Porto de Sines, Alqueva, Aeroporto de Beja, Zona Industrial e Logística de Sines (ZILS), parques de indústria aeronáutica de Évora, Beja e Ponte de Sor e o Parque do Alentejo de Ciência e Tecnologia (PACT), entre outros.
Liderado pela ADRAL, este projecto tem ainda como “parceiros cofinanciadores” os municípios de Ponte de Sor e de Sines, a administração dos Portos de Sines e Algarve, Empresa de Desenvolvimento e Infraestruturas do Alqueva (EDIA), AICEP Global Parques, Agência Regional de Promoção Turística do Alentejo (ARPTA) e a Comunidade Portuária e Logística de Sines.
De acordo com a ADRAL, estão previstas várias acções de promoção, entre as quais se destacam “’roadshows’, reuniões B2B, missões externas, missões inversas, participação em feiras e certames internacionais, atracção de ‘startups’ e empreendedores internacionais” para o Alentejo.
“Estas e outras acções contribuirão para o aumento global da visibilidade e atractividade desta zona do País, na óptica da captação do investimento e de acolhimento de novos investidores e residentes”, pode ler-se no documento.
A primeira acção do projecto ocorreu com a cerimónia de assinatura do protocolo de cooperação entre a ADRAL e a Câmara de Ponte de Sor no dia 27 de Abril, com vista a que esta última “assuma a liderança” da área da promoção internacional do sector aeroespacial.
O Município de Ponte de Sor explica, através de um comunicado, que assegura esta responsabilidade no “contexto económico e empresarial que tem vindo a fomentar e potenciar” nos sectores aeronáutico e aeroespacial.
“Além da existência do Aeródromo Municipal em Ponte de Sor, uma importante infraestrutura de apoio e desenvolvimento destas actividades, diversas medidas públicas têm contribuído para que esta infraestrutura seja canalizada para a atracção de empresas e de investimento ligado à aeronáutica, ao espaço e à defesa com um conjunto alargado de actividades do centro de negócios da indústria aeronáutica aí existente”, pode ler-se no documento.
“O objectivo tem sido contribuir para a internacionalização de empresas portuguesas e atrair ‘players’ internacionais para o tecido económico da região, quer através da presença em eventos do sector a nível mundial, quer pela concepção e realização anual do maior evento ibérico do sector, o Portugal Air Summit”, acrescentam.

HYT // MLS
Lusa

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Destaque Principal

Veja também

Inundação em habitação provoca cinco desalojados em Évora

A forte precipitação que caiu hoje de madrugada deixou cinco pessoas desalojadas em Évora,…