Uma centena de pessoas, a capacidade limite e de segurança imposta pela pandemia, assistiu à terceira e última noite da sexta edição do ArtJazz Festival, em Elvas.

Bateria, guitarra, voz e um icónico teclado Hammond foram os instrumentos que preencheram o palco do Cine-Teatro, ao qual subiram os músicos Carlos Araújo, Luís Ruvina, Manuel Santiesteban e, como convidado, o compositor e intérprete Paulo de Carvalho.

A sexta edição da iniciativa assumiu um crescimento notório em relação a edições anteriores em termos de público, que claramente respondeu à chamada numa altura em que o desconfinamento dá, ainda, os primeiros passos. O ArtJazz Festival é organizado pela Câmara Municipal, com uma periodicidade bienal, com produção e direcção artística de Jorge Goes.

O concerto fechou com “Meninos de Huambo”, rigorosamente às 22:30h, numa actuação que contou com canções instrumentais e, outras, conhecidas da plateia, como foi o caso de “Lisboa Menina e Moça” ou “Mãe Negra”.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Pedro Trindade Sena
Carregar mais artigos em Destaque Principal

Veja também

Sugestões para uma escapadinha turística em Elvas

A cidade de Elvas e as suas fortificações comemoram este ano o 10.º aniversário da classif…